Ação do Sindipetro Bahia mobiliza interior e capital do estado, com venda de gás de cozinha a preço justo

Quinta, 30 Setembro 2021 16:06

A direção do Sindipetro Bahia está ralizando uma série de ações de venda de gás de cozinha a preço justo e audiências públicas em Salvador e também em diversas cidades do interior do estado para comemorar o aniversário de 68 anos da Petrobrás e discutir a atual politica de preços da estatal, que está levando aos sucessivos aumentos nos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha.

Nesta quinta, 30, o “bujão” do gás foi vendido por R$ 50,00 para as primeiras 100 pessoas que chegaram ao Centro Comunitário Luz e Labo, em Feira de Santana. O restante do valor cobrado pelas revendedoras, que já ultrapassa os R$ 100,00 em diversas localidades, foi subsidiado pelo Sindipetro.

Na quarta, 29, a ação aconteceu na cidade de Santa Antônio de Jesus, também com a distribuição de 100 botijões de gás a R$ 50,00. Na sexta (1), a campanha "Combustível a preço justo" chega a Salvador, a partir das 7h, no bairro do Cabula, onde serão vendidos mais 100 botijões de gás a R$ 50,00 para as primeiras pessoas que chegarem à Rua Gilberto Bastos, na comunidade do arenoso (próximo à escola Caminho do Aprender e ao Hospital Roberto Santos). 

As ações solidárias do Sindipetro Bahia de venda subsidiada do gás a preço justo já passou este mês também pelas cidades de Alagoinhas, onde foram vendidos 220 botijões, Pojuca e Mata de São João.

“A ação, além de ter um viés solidário devido à situação da maior parte da população brasileira, que sofre com o desemprego, a disparada da inflação e os altos preços dos alimentos e gás de cozinha, tem também o objetivo de denunciar a política de Preço de Paridade e Importação (PPI), adotada pela atual gestão da Petrobrás e que é responsável pelos aumentos constantes nos preços dos derivados de petróleo”, explica o Diretor de Comunicação do Sindipetro Bahia, Radiovaldo Costa.

O PPI leva em conta o preço do barril de petróleo, o do dólar e os custos de importação, o que na pratica significa dizer que a Petrobrás produz em real, mas vende os seus produtos ao consumidor em dólar.

De janeiro a agosto desse ano a gestão da Petrobras subiu 51% a gasolina e 40% o gás de cozinha e o diesel, provocando um efeito cascata que vem sendo sentido pelo consumidor, que está pagando quase R$ 7,00 pelo litro da gasolina e mais de R$ 100,00 pelo botijão do gás de cozinha.

“Ao contrário do que o governo Bolsonaro vem dizendo, o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) não é o culpado pelo aumento dos produtos derivados de petróleo. “Esta é uma grande mentira que vem sendo contada. A culpa pelos altos preços do gás de cozinha, da gasolina e diesel é do governo Bolsonaro que insiste em manter a política do PPI na Petrobrás”, afirma Radiovaldo.

[Com informações da imprensa Sindipetro Bahia]

Última modificação em Quinta, 30 Setembro 2021 16:47
Publicado em Sistema Petrobrás

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.