Sindipetro PE e PB protesta contra venda da Reman

Sexta, 03 Setembro 2021 15:44

O Sindipetro PE/PB somou forças na mobilização desta sexta-feira, 03, em defesa da Refinaria Isaac Sabbá (Reman). O sindicato realizou mobilização pela manhã na frente da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), denunciando os impactos das privatizações nos Sistema Petrobrás e o esquema de corrupção por trás da venda da Reman para o Grupo Atem, por US$ 189,5 milhões, preço que representa 70% do valor da refinaria, segundo estudo do INEEP.

Com a venda dessa refinaria, mais o terminal de armazenamento, a Petrobrás não possui mais nenhuma operação do sistema no estado do Amazonas, uma perda não só para o estado como para toda a região Norte. Uma privatização que consolida uma ilegalidade na constituição de um monopólio privado regional, pois o Grupo Atem se torna a única distribuidora de combustíveis no Amazonas.

Com a consolidação desse monopólio privado na região Norte do país, o abastecimento de combustíveis ficará comprometido aos interesses de um único grupo empresarial o que significará preços ainda mais caros para os combustíveis.

Não fosse só isso, em nota do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep), foi denunciada a negociata por trás da venda da Reman. De acordo com o instituto a Reman está avaliada US$ 279 milhões, pelo câmbio mais elevado deste ano. Um negócio criminoso que além de causar prejuízos financeiros para a Petrobrás, prejudica a economia dos estados e municípios, além de comprometer o abastecimento, elevando ainda mais os preços dos combustíveis.

[Da imprensa do Sindipetro PE/PB |Edição a FUP]

Publicado em Sistema Petrobrás

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.