Desvio de função: Técnicos de segurança da Bacia de Campos estão realizando inspeção de bagagens

Quarta, 01 Setembro 2021 15:24

Mais uma denúncia de desvio de função chegou ao Sindipetro-NF. Desta vez, a Petrobrás força os técnicos de segurança a atuarem como inspetores de segurança ao mesmo tempo que demite os funcionários técnicos para o serviço. 

Segundo as denúncias, os técnicos de segurança estão sendo orientados a revistarem as bagagens na hora do desembarque, conforme determina a norman 27, exigência 0115, que trata sobre a inspeção das bagagens. Porém, esse tipo de função não entra no manual de atribuições da categoria. 

“O técnico de segurança já tem uma série de funções. E o procedimento de revista de bagagem exige alguns cuidados como vigiar para que as pessoas fiquem separadas após a revista e isso exige um tempo entre duas e três horas, o que certamente impactará as outras atividades. Por tanto, que o técnico de segurança não faz mais o recebimento das aeronaves porque exigia um tempo de uma, duas horas, longe das outras funções e o impacto foi grande”, lembrou o diretor Alexandre Vieira. 

Enquanto isso, com a troca da administração do Farol, que passará a ser administrado pela infra, a Petrobrás demitirá 20 seguranças patrimoniais, que são contratados atualmente e são qualificados para a revista das bagagens. 

Ciente dos fatos, o Sindipetro-NF atuará em prol dos trabalhadores, mas é importante também a participação da categoria. Os técnicos de segurança que estão tendo suas funções desviadas devem entrar em contato com a diretora Bárbara Bezerra (84) 9926-9008.

[Da imprensa do Sindipetro NF]

 

 

 

Publicado em Sistema Petrobrás

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.