Petroleiros de Salvador, Feira de Santana e Alagoinhas vão às ruas no sábado (24) pelo “Fora, Bolsonaro”

Quinta, 22 Julho 2021 15:40

A categoria petroleira estará nas ruas no próximo sábado (24) participando dos atos pelo “Fora, Bolsonaro” que acontecem em todo o Brasil e devem reunir milhões de brasileiros insatisfeitos com o governo do presidente, considerado, por muitos, um genocida devido a postura negacionista e irresponsável que vem assumindo desde o início da pandemia da Covid-19, no Brasil, levando à morte mais de 500 mil brasileiros, muitos deles que poderiam ter sido salvos se o governo não tivesse ignorado as ofertas da farmacêutica Pfizer e comprado as vacinas há mais tempo no lugar de negociar vacina em troca de propina, como vem apontando a CPI da Covid.

Na Bahia, os petroleiros participam de atos em diversos municípios. Entre eles, destacamos Salvador, onde haverá concentração no Campo Grande, às 10h. Além de Feira de Santana, onde os manifestantes se reúnem às 9h no estacionamento da Prefeitura da Cidade e Alagoinhas, onde a concentração acontece na Praça Rui Barbosa, às 9h.

Como vem acontecendo em todas as manifestações pelo “Fora, Bolsonaro”, é obrigatório o uso de máscaras (de preferência a PFF2) e de álcool em gel. Além do distanciamento entre as pessoas.

“Os problemas que vivemos hoje, e que foram intensificados pela falta de gestão pública, pelo negacionismo, pelos ataques à ciência e agora, como vem sendo desvendado pela CPI da Covid 19, pela corrupção do governo Bolsonaro, estão afetando a vida de todos os brasileiros”, afirma o Coordenador Geral do Sindipetro Bahia, Jairo Batista.

Para o Diretor de Comunicação do Sindipetro, Radiovaldo Costa, “estamos passando no Brasil por uma grande tragédia, muitos já perderam familiares para este vírus, pessoas que já podiam ter sido vacinadas se o governo Bolsonaro não estivesse divulgando remédios comprovadamente ineficazes para combater a doença, não estivesse incentivando as pessoas a não usar máscaras e se focasse na compra de vacinas.”. Para ele, a situação pode se agravar ainda mais se este governo permanecer no poder, “mas o impeachment de Bolsonaro só será possível com o povo na rua, por isso a urgência e necessidade de ocuparmos as ruas no próximo sábado (24), com todos os cuidados porque a pandemia ainda está ai”.

A última pesquisa Datafolha apontou que 54% da população brasileira quer o impeachment de Bolsonaro. A maioria dos entrevistados também afirmou considerar o presidente Bolsonaro “despreparado”, “incompetente”, “desonesto”, “pouco inteligente”, “falso”, “indeciso” e “autoritário”. E ainda, 55% dizem nunca confiar nas declarações do presidente e 70% acreditam que há corrupção no atual governo.

ATOS

Salvador – Concentração às 10h, no Campo Grande, de onde a passeata sairá em direção à Praça Municipal.

Feira de Santana – Concentração às 9h no estacionamento da Prefeitura

Alagoinhas – Concentração ás 9h na Praça Rui Barbosa

Vamos subir nas redes sociais a hashtag #24JForaBolsonaro

[Da imprensa do Sindipetro Bahia]

Publicado em Movimentos Sociais

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.