Sindicato propõe criação de Fórum de Segurança Operacional na Replan

Quinta, 19 Dezembro 2019 15:45

Durante ato em defesa da vida, realizado na manhã desta quinta-feira (19), na entrada da Replan, em Paulínia, a direção do Sindipetro Unificado-SP propôs a criação de um Fórum de Segurança Operacional. Esse grupo seria responsável pelas discussões sobre segurança e implementação de procedimentos de intervenção, operação e manutenção, com o objetivo de reduzir os riscos de acidentes na refinaria.

A proposta é que o fórum reúna trabalhadores de diferentes setores e representantes da gestão da refinaria, além de dirigentes dos sindicatos dos petroleiros, da construção civil e dos metalúrgicos (esses dois últimos representam os terceirizados). “A ideia é criarmos um espaço multisetorial, com caráter deliberativo, e trabalhadores escolhidos pela categoria, no mesmo modelo da eleição da Cipa”, afirmou o diretor do Unificado Arthur Bob Ragusa.

O fórum será construído em conjunto com os petroleiros. “Vamos pensar juntos na operacionalização desse espaço e, em janeiro, queremos encaminhar essa proposta para a gestão da Replan”, destacou o dirigente.

A ideia do fórum foi aprovada pelos trabalhadores do turno e administrativo, que participaram da manifestação por mais segurança, promovida hoje de manhã pelo Sindicato. O ato terminou por volta das 9h30, quando o grupo entrou na refinaria para iniciar a jornada de trabalho.

Cinco ocorrências em um dia

A sugestão de se criar o fórum surgiu em agosto de 2018, após a explosão do tanque de águas ácidas, no Craqueamento. O tanque foi lançado pelo ar e atingiu uma das áreas de destilação. Sete minutos antes do acidente, uma petroleira fazia a ronda naquele local. A proposta não foi levada adiante pela gestão da Replan e acabou não saindo do papel.

Em decorrência do grande número de acidentes de processo que vêm ocorrendo na Replan, especialmente neste ano de 2019, a direção sindical decidiu retomar essa ideia. A situação tornou-se ainda mais preocupante nessa terça-feira (17), quando os trabalhadores contabilizaram cinco ocorrências no dia, em diferentes unidades.

O acidente mais grave foi o incêndio no tanque de óleo combustível da Transferência e Estocagem, que foi controlado rapidamente pela brigada da refinaria. Em nenhum dos casos houve vítimas, mas as ocorrências demonstram a fragilidade da refinaria e alertam para os riscos de segurança. “Teorias de segurança afirmam que quanto mais acidentes pequenos ocorrem na base, haverá uma ponta dessa pirâmide com acidentes de alta gravidade”, argumenta o diretor Gustavo Marsaioli.

Evitar tragédia

Segundo Marsaioli, é fundamental que a empresa dialogue com o Sindicato sobre o assunto. “Dado o número de ocorrências que têm acontecido e a proporção que elas podem tomar, exigimos que a Petrobrás, o gerente geral e o corpo gerencial nos ouçam, para evitarmos uma tragédia, evitarmos de dizer presente aqui na frente ou de visitar alguém no hospital. A empresa precisa nos ouvir”, ressaltou.

[Via Sindipetro Unificado SP]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram