Dia da Mentira vira 'Bolsonaro Day' nas redes sociais

Segunda, 01 Abril 2019 15:10

Combate aos privilégios, kit gay, fake news durante a disputa eleitoral e outras mentiras ditas pelo presidente Jair Bolsonaro, desde sua campanha eleitoral, ano passado, fizeram o 1º de abril, popularmente conhecido como o Dia da Mentira, ser rebatizado como Bolsonaro Day (Dia do Bolsonaro, em inglês) nas redes sociais. Às 12h desta segunda-feira, a hashtag #BolsonaroDay era o quarto assunto mais comentado no Twitter mundial. No Brasil, a frase lidera como a mais comentada.

Entre os internautas que aderiram ao protesto, alguns lembraram episódios e frases polêmicas do presidente, como a negativa de que o regime militar foi uma ditadura e de que a reforma da Previdência serve para combater privilégios.

Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, usou a data para ironizar o presidente. "O Bolsonaro é uma das pessoas mais inteligentes que eu já conheci", brincou Haddad, no Twitter.

O deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ) também entrou na brincadeira com o presidente. "Bolsonaro é patriota e não presta continência aos EUA; a Reforma da Previdência é justa com os que ganham menos; o governo está organizado e tem um projeto sólido para o país. Ah, sim: não houve golpe em 1964 ou Ditadura com tortura e mortes", ironizou.

"No dia da mentira, Bolsonaro faz um pronunciamento à Nação, afirma que venceu as eleições de forma limpa e que jamais mentiu para o povo brasileiro", também brincou a deputada federal Erika Kokay (PT-DF).

[Via Rede Brasil Atual]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram