Trabalhadores da Fafen Bahia param em mais uma mobilização para construção da greve dos petroleiros

Quarta, 23 Maio 2018 14:56

Na Bahia, a construção da greve dos petroleiros e petroleiras está sendo feita na base. A cada dia uma nova mobilização nas unidades do Sistema Petrobrás. No começo da manhã desta quarta-feira (23), a paralisação aconteceu na FAFEN, com uma boa participação da categoria.

De base em base, a diretoria do Sindipetro Bahia, está debatendo com os trabalhadores a atual conjuntura econômica e política, totalmente adversa e que piora a cada dia. A categoria está tendo a oportunidade de emitir sua opinião e dar sugestões para novas formas de atividades e mobilizações. Na terça-feira (22) a mobilização aconteceu no TEMADRE.

A atividade faz parte do calendário aprovado pelo CD da FUP, que aconteceu no dia 17/05, no Rio de Janeiro e vai culminar com a realização do Seminário de Qualificação de Greve, na sexta-feira (25), no auditório do Sindipetro Bahia.

O diretor do Sindipetro Bahia, Radiovaldo Costa, conclamou toda a categoria a participar do seminário, pois é a partir dele que “conseguiremos traçar nossos objetivos e construir uma greve forte com parada de produção”. Para o coordenador do Sindipetro Bahia, Deyvid Bacelar “os golpistas têm pressa e estão liquidando o Sistema Petrobrás, principalmente na Bahia. A categoria petroleira precisa se mostrar coesa, não só por uma questão de sobrevivência, mas porque tem uma grande responsabilidade com o futuro do Brasil, que precisa de uma Petrobrás estatal e voltada aos interesses nacionais”.  

[Via Sindipetro-BA]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram