Petroleiros responderão com greve ao desmonte da Petrobrás. Acompanhe parcial das assembleias

Quarta, 09 Maio 2018 16:06

[Última atualização 10/05]

Greve nacional por tempo indeterminado, com data a ser definida pela FUP. Essa é a resposta que os trabalhadores do Sistema Petrobrás darão à gestão Pedro Parente, que está promovendo o maior desmonte da história da empresa.

O indicativo está sendo submetido às assembleias, que começaram no dia 30 de abril e prosseguem até domingo. A greve já foi aprovada no Rio Grande do Sul, no Espírito Santo e na Fafen-PR, base do Sindiquímica-PR. Até o final desta quinta, 10, mais dois sindicatos concluem as assembleias, com aprovação maciça da greve.

Amanhã (11), outros cinco sindicatos também encerram a consuta aos trabalhadores e os resultados parciais já confirmam a ampla aprovação da greve. O quadro se repete nas demais três bases sindicais da FUP, cujas assembleias se estendem até o final de semana (veja abaixo).

Estancar o desmonte feito por Parente

Desde que foi colocado pelos golpistas no comando da Petrobrás, Pedro Parente já entregou à concorrência mais de 30 ativos estratégicos da empresa, como campos do pré-sal, sondas de produção, redes de gasodutos do Sudeste e do Nordeste, distribuidoras de gás, petroquímicas, termoelétricas e usinas de biocombustíveis.

Soma-se a isso a venda da Araucária Nitrogenados (Fafen-PR) e da Unidade de Fertilizantes-III (Fafen-MS), que estão sendo adquiridas pela multinacional russa ACRON, e a privatização de quatro refinarias (Refap, Repar, Rlam e Abreu e Lima), seis terminais aquaviários, seis terminais terrestres e 46 dutos, que foram colocados à venda no dia 27 de abril

Além desses ativos estratégicos, ele também abriu para o mercado a privatização de 71 campos de produção terrestre, 33 campos de águas rasas e outros três de águas profundas; o setor de biocombustíveis (PBio) e a Transportadora Associada de Gás (TAG). Todo esse desmonte do Sistema Petrobrás foi feito em menos de dois anos. 

Diante de tantos ataques, a resposta da categoria petroleira não poderia ser outra se não a aprovação do indicativo da FUP de greve por tempo indeterminado, que está sendo referendado nas maioria das bases com mais de 90% de aceitação. 

Além da greve, os trabalhadores do Sistema Petrobrás estão também aprovando um manifesto público da FUP em defesa da soberania, pela democracia e contra a prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cuja íntegra pode ser acessada aqui

QUADRO DAS ASSEMBLEIAS

[Útima atualização 10/05 às 15h40]

  • Sindipetro Rio Grande do Sul - assembleias encerradas e greve aprovada por 98,3% dos trabalhadores  
  • Sindiquímica Paraná – assembleias encerradas e greve aprovada por unanimidade na Fafen-PR
  • Sindipetro Espírito Santo -  assembleias concluídas e greve aprovada por 84% dos trabalhadores 
  • Sindipetro Amazonas – 73% dos trabalhadores estão aprovando a greve nas assembleias que terminam nesta quinta, 10, à noite
  • Sindipetro Pernambuco e Paraíba - greve está sendo aprovada por unanimidade. Última assembleia será as 17h desta quinta, 10 
  • Sindipetro Minas Gerais - greve está sendo aprovada por 95,7% dos trabalhadores. Assembleias prosseguem até sexta, 11
  • Sindipetro Bahia - 92,5% dos trabalhadores consultados estão aprovando a greve. Assembleias prosseguem até sexta, 11
  • Sindipetro Duque de Caxias -  greve está sendo aprovada por 92,7% dos trabalhadores. Assembleias prosseguem até sexta, 11
  • Sindipetro Paraná e Santa Catarina –  assembleias estão aprovando por unanimidade a greve. A consulta aos trabalhadores segue até sexta, 11
  • Sindipetro Rio Grande do Norte – greve está sendo aprovada por 96,5% dos trabalhadores. Assembleias prossegue até sexta, 11
  • Sindipetro Norte Fluminense - 82,3% dos trabalhadores estão aprovando a greve nas assembleias que prosseguem até domingo, 13
  • Sindipetro Unificado do Estado de São Paulo - a greve está sendo aprovada por 84% dos trabalhadores. Assembleias prosseguem até o dia 13
  • Sindipetro Ceará –  com 92% de aprovação, a greve está sendo referendada nas assembleias, que prosseguem até o dia 14

 

a03445f0-7d27-49d9-b3ef-28cdee83ee99
dc695020-f098-4b24-bc75-51f510e0e4e8
11-05-NF-GERAL
bahia-11
bd6d22d6-b557-4131-9829-7f1339408fff
11-05-caxias
11-05-caxias2
11-05-caxias-3
dc695020-f098-4b24-bc75-51f510e0e4e8
a03445f0-7d27-49d9-b3ef-28cdee83ee99
8aa63879-321b-48fe-80c1-3cef5a0b8cb1
bd6d22d6-b557-4131-9829-7f1339408fff
9ac88fa4-a723-4dc4-8f1e-cc6f8e94a8b4
20180502080846
20180502081141
20180502080837
20180502081228
10-05-ES
10-05-es2
10-05-es3
10-05-ES4
10-05-ES5
10-05-ES6
10-05-ES7
10-05-EStefal
10-05-ESaprov
09-05-sp
09-05-sp2
3213058018083698925189424201225885258350592o
unificado
03-05-RS
09-05-NF
955f3c51-b089-4478-a8bf-0d81c1f3496a
cff80394-4306-4b56-87c6-0b432a585daa
4130073a-6319-4a60-b6dc-504cad8f830c
a0bb2a1b-be5b-448f-9995-53aa3c8803d5
10-05-replan
10-05-replan2
09-05-bahia
0857e2d3-e0c4-4f65-aef3-399b681ecc3c
85f6dc10-ba63-4759-8966-a9084e4b5ea3
caxias
07-05-REPAR
b3b98a4e-ba84-4144-9d7b-1be15f26e5e2
6cc98803-52d5-40a1-ad30-179d7aade7fb
7d3b07fe-1a57-4df3-9c59-658a30d62441
8a672648-34ca-405d-914c-e118090053e0
8595b4c5-e307-417c-8fae-ed802ca6ecf6
e8f521ac-f65c-4478-b39c-f4c9b9e380db
fb3e7b0b-148c-4634-81cb-03ea9778690e
am
678d0dbb-ce73-446e-b5ac-f1578deae09c
3195021918204809015932217983927204889231360o
3195759318205800649166383913731645026336768o
319610161820580301583281700424997503500288o
3211685018205807215832395333582326242738176o
3196109718204808949265552366910207142920192o
d1b6b2b0-6f56-4ece-99af-2461a12556f0
320900002050383638310012882723522877587456n
319535192047890228559353291339258164150272n
3159061620478903452260088365965924552933376n
07-05-CAXIAS
07-05-CAXIAS2
03-05-CAXIAS
36fbd52d-b0eb-4ec7-9830-fcd77ba00d41
462daa54-695b-4c05-a3ee-6ae5dfe5562c
04-05-ARAUCRIA
992a5f02-e10f-4c4f-8c23-c1483314914c
828c717e-8ba6-46c8-b106-da7d5fa185b4
2a9a499f-8955-4339-87fc-3448005f1de1
561923dc-2abf-4bc3-84f1-f82ec8b05be8
04-05-PR
1be8d67c-1cb0-414c-8b4e-dc7b45e37015
04-05-ES-TEVIT
04-05-pe
04-05-pe2
04-05-PERNAMBUCO
03-05-PE-gasoduto
02-05-pe-refinaria
3176014818011301065762547085465092183031808o
3176002918011302432429078388048722243616768o
3173224618011303565762295558207981952172032o
3154283217992416100984371168518294493627072n
02-05-PE-ASS
02-05-SP-REC-asse
03-05-ES-aer
03-05-ES-aer2
00-assembleias-GREVE
02-pe-assemb
318706204867941950701306877536469729148928n

FUP

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram