FUP suspende reuniões com a Petrobrás e orienta trabalhadores a irem às ruas por Lula

Quinta, 05 Abril 2018 19:51

 Em virtude da prisão arbitrária do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, decretada pelo juiz Sérgio Moro, a FUP suspendeu a agenda de reuniões que estavam previstas para esta sexta-feira, 06, com a Petrobrás e orienta os sindicatos a se somarem às manifestações e mobilizações convocadas pelas centrais sindicais e pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

 A prisão de Lula é política e deve ser repudiada por todos os brasileiros e brasileiras que defendem o Estado Democrático de Direito. A resistência é nas ruas e nos locais de trabalho.

 Por isso, a FUP indica a realização de assembleias setoriais e mobilizações em todas as unidades do Sistema Petrobrás para denunciar a prisão arbitrária do ex-presidente Lula e defender a sua inocência. A orientação é que os petroleiros se somem às demais categorias e segmentos da sociedade nas manifestações que serão realizadas em todas as capitais do país.

[FUP]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram