Mesmo com apoio da mídia, aprovação de Temer é de apenas 6%

Sexta, 03 Fevereiro 2017 10:15

Pesquisa do Instituto Ipsos, divulgada pelo Valor, mostra que a ofensiva publicitária e o “pacotinhos de bondades (FGTS e juros do cartão) não ajudaram em nada a aumentar a popularidade de Michel Temer.

Os índices variaram todos dentro das margens de erro em janeiro, comparados aos de dezembro: ótimo/bom, 6% (antes, 8%); 27% regular (24%) e ruim/péssimo, 59%(62%).

O número dos que acham que Temer está “abaixo das expectativas” para 52%, contra 36% no levantamento realizado em outubro.

Subiu também o número dos que acham, definitivamente, que deste mato não sai coelho, não tendo nenhuma expectativa deste governo para o futuro: eram um quarto dos brasileiros (24%), agora, um terço (34%).

A maior parte (40%) dos entrevistados já acha seu governo pior do que o boicotado governo Dilma e mais 34% acham “igual”. Só 17% acham melhor. Em relação a Lula, só 13% de portadores de ódio absoluto o acham melhor.

Para um governo com tanto apoio da mídia, Temer realmente é muito bom em ser impopular.

 

VIA CUT

Publicado em POLÍTICA

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.