Terminal de Cabiúnas ultrapassa limites morais e legais para tentar pagar sobreaviso indevido a "pelego"

Sexta, 11 Dezembro 2015 11:00

O Sindipetro-NF recebeu informações da categoria petroleira de que a gerência de manutenção do Terminal de Cabiúnas emitiu documento interno, para a gerência de Recursos Humanos da companhia, para solicitar autorização para pagar todas as horas do sobreavisos do mês de novembro para os “pelegos”.

“A atitude vai na contramão do discurso de austeridade e economia, que a empresa tanto divulga nos últimos meses e é um deboche aos verdadeiros petroleiros, que bravamente construíam a maior greve dos últimos anos e agora são acusados de terem entregado o sobreaviso na greve, quando na verdade foi a empresa que recolheu os telefones e se recusou a negociar o atendimento com o sindicato e os grevistas”, explicam os trabalhadores.

A entidade lembra que o pagamento das horas de sobreaviso aos “pelegos”, além de imoral é ilegal, pois a quantidade de horas a ser paga a cada fura greve, ultrapassa em muito o limite de 144 horas mensais previstas na cláusula 10, parágrafo segundo do ACT, inclusive remunerando trabalhadores que já não exercem funções de supervisão, como se ainda fossem, o que é claramente ilegal.

O NF cobra da Transpetro a correta aplicação do sobreaviso e condena a ilegalidade que tenta privilegiar os “pelegos”.

Fonte: Sindipetro NF

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram