FUP apresenta propostas para Plano de Negócios da Petrobrás

Quarta, 24 Junho 2015 16:17

 

A FUP encaminhou à Presidência da Petrobrás um conjunto de propostas dos trabalhadores para o Plano de Negócios e Gestão 2015-2018. O objetivo é garantir o crescimento da empresa, com manutenção dos investimentos. Assim como já havia destacado para o presidente Aldemir Bendine, a FUP torna a reforçar que o  momento atual é  de fortalecer a companhia para enfrentar os desafios da atual conjuntura política e econômica. “Mesmo sujeita a pressões competitivas e suas peculiaridades de empresa controlada pelo governo, e lamentavelmente, com parte de seu capital em mãos privadas, a Petrobrás reforçou seu crescimento, sua rentabilidade e sua enorme responsabilidade social e ambiental”, destaca a FUP no texto de apresentação das propostas.

“Nosso país é marcado pelo seu nível de desenvolvimento tardio e dependente e acreditamos que o Estado brasileiro, e toda sua governança, deve ser o indutor estratégico para um novo ciclo do desenvolvimento que altere essa defasagem. Neste sentido, as reservas petrolíferas estratégicas, juntamente com as demais fontes energéticas do país, devem fomentar e potencializar a política de conteúdo local e suas cadeias produtivas, priorizando a geração de valores agregados aos seus produtos finais e superando as desigualdades regionais do país”, reitera a entidade.

Entre os principais eixos propostos pela FUP para o novo Plano de Negócios e Gestão da Petrobrás, estão:

  • Consolidar o papel de empresa integrada de energia - concretizar a construção das refinarias Abreu e Lima (PE) e do Comperj (RJ); fortalecer todas as subsidiárias do Sistema Petrobrás, em especial a BR Distribuidora e a Transpetro.
  • Garantir condições adequadas e seguras de trabalho - abertura de novos concursos públicos, tanto para repor as vagas do PIDV, como para recompor os efetivos das unidades com déficit de trabalhadores; redefinir uma nova política de SMS, a partir das propostas dos trabalhadores.
  • Fortalecer a cadeia produtiva da indústria nacional de petróleo e gás – manutenção dos investimentos no Brasil, com contratação de plataformas, sondas, embarcações de apoio e demais equipamentos e serviços; ampliação da política de conteúdo nacional.
  • Ampliar a responsabilidade social, contribuindo para a soberania energética e alimentar do País - garantir o fornecimento de gás e a plena disponibilidade das Unidades Termelétricas; concluir a construção da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (FAFEN-MS); incorporar a FAFEN-PR (Araucária Nitrogenados) nas empresas do Sistema.
  • Garantir a sustentabilidade dos financiamentos - aumentar a participação do acionista majoritário (União) no capital social da empresa, via Cessão Onerosa, ampliando suas reservas de petróleo e gás; buscar formas de desoneração de impostos;ampliar os acordos com outros países de fornecimento de petróleo em troca de financiamentos. 

 Confira documento enviado à presidência:

 

 

 

 

 

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.