Brasil é exemplo mundial de transparência nos gastos públicos

Terça, 16 Dezembro 2014 16:16

O Brasil é mais transparente que Estados Unidos, Dinamarca, Noruega e Alemanha no que diz respeito à abertura de dados dos gastos do governo federal.

As informações sobre o grau de transparência de cada nação podem ser encontradas no Índice de Dados Abertos, que a ONG Open Knowledge (Conhecimento Aberto, em inglês) lançou nesta terça (9).

De acordo com o levantamento da instituição, que tem seções em vários países do mundo e foi oficializada no Brasil sob o nome Rede pelo Conhecimento Livre, o Reino Unido é o lugar mais avançado nessa área, com uma pontuação de 96%, seguido por Dinamarca e França. 

O Índice traz um ranking de países baseado na disponibilidade e acessibilidade de informações chave. Gastos governamentais, resultados eleitorais, horários dos meios de transportes e níveis de poluição estão entre as dez áreas centrais avaliadas pelo projeto. 

O Brasil está em 26º lugar, com 54%. De acordo com Everton Zanella Alvarenga, diretor-executivo da ONG no Brasil, a nota é a media da avaliação de cada área. 

A informação que o Brasil disponibiliza de forma melhor é sobre o Orçamento. O próprio braço brasileiro da Open Knowledge já criou uma ferramenta para visualizar esses dados. 

Cada área é avaliada com base em nove critérios. O primeiro é a existência do dado –a Bósnia-Herzegóvina, por exemplo, não tem levantamentos oficiais sobre os horários dos transportes públicos. No Brasil, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) dispõe das informações. 

Os outros critérios são: estar em formato digital, ser publicamente acessível, ser gratuito, estar disponível online, poder ser processado por um computador, estar disponível em grandes quantidades, ter uma licença de uso aberto e ser fornecida de maneira atualizada. 

A Rússia, por exemplo, tem um mapa oficial de seu território em um grau de detalhamento satisfatório, mas não disponibiliza essa informação ao público. Por isso, sua pontuação nessa área é de apenas 10%. 

O Brasil só obteve pontuação de 100% para os dados do Orçamento. A pior database Brasileira, segundo o Índice da Open Knowledge é das coordenadas de cada CEP, área em que o país apresentou piora em relacão a 2013.O Brasil atende a todos os requisitos de dados abertos para informações do Orçamento.

Fonte: Blog Luís Nassif

Publicado em DESENVOLVIMENTO

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.