Trabalhador no CA da Petrobrás: vote José Maria Rangel!

Sexta, 22 Fevereiro 2013 18:04

alt

FUP

A eleição para definir a representação dos trabalhadores no Conselho de Administração da Petrobrás prossegue até domingo, 03. A FUP e seus sindicatos, assim como as principais entidades de classe do campo da CUT e da CTB, estão com José Maria Rangel, que também já recebeu o apoio de vários candidatos que participaram do primeiro turno das eleições. São eles os petroleiros Vicente Pontes Pinheiro, diretor do Sindipetro-RN e  terceiro colocado; Robson Roberto Amstalden, que trabalha cedido à BR Distribuidora em Campinas; Rosana Scherer, que atua na área de engenharia da Refap, no Rio Grande do Sul; Orismar Holanda Gomes, dirigente do Sindipetro-CE, e Baney Toledo Gomes, dirigente do Sindipetro-ES.

"Estas manifestações mostram que estamos no caminho certo, que nossas propostas estão sendo identificadas por candidatos importantes, como estes do primeiro turno, como sendo aquelas que melhor representam os anseios da categoria", declara José Maria Rangel.

Para votar, acesse um computador de qualquer unidade da empresa. O trabalhador precisa entrar na rede com sua chave e senha. Acesse a página inicial do Portal Petrobrás, através dos navegadores Mozzila ou Internet Explorer e siga as instruções abaixo. Eleja um candidato classista, comprometido com as causas e reivindicações dos trabalhadores.

- Clique no banner “Conselho de Administração Petrobras” no canto superior direito.
- Na janela do CAEL digite sua chave e senha de acesso à rede. Clique no botão Entrar.
- Os candidatos são exibidos em ordem alfabética de nomes. Selecione JOSÉ MARIA FERREIRA RANGEL.
- Desça a barra de rolagem e clique no botão VOTAR.
- O sistema irá solicitar a confirmação do seu voto. Para confirmar clique em SIM.
- Após realizar o voto, o sistema apresentará mensagem de confirmação

Conheça as principais propostas de José Maria:

1. Denunciar as decisões (da Diretoria ou do CA da empresa) que terão graves consequências na rotina de acidentes, mutilações e mortes nas operações;
2. Exigir que o “Código de Ética” da Petrobrás seja efetivamente respeitado e não uma peça de mentirinha diante dos assédios e perseguições que continuam;
3. Não admitir que o “Plano de Negócios” deixe de priorizar a recomposição dos efetivos da companhia;
4. Desmascarar a política de terceirização e cobrar a contratação de efetivos próprios;
5. Cobrar investimentos para a manutenção de plataformas, refinarias, terminais e dutos sucateados por decisões irresponsáveis;
6. Garantir que a voz dos empregados da Petrobrás se faça ouvir sobre as políticas de energia, petróleo, gás e insumos essenciais para a agricultura, além do desenvolvimento dos setores químicos, petroquímicos e alcoolquímicos!

 

Publicado em Últimas Notícias

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.