Em mutirão, petroleiros da RLAM são vacinados contra a Covid-19

Terça, 24 Agosto 2021 17:44

Dezoito de agosto foi dia de mutirão de vacinação contra a Covid-19 na Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia. Puderam participar todos os trabalhadores próprios e terceirizados, de qualquer idade, que ainda não tinham sido vacinados contra a Covid-19.

Uma antiga demanda do Sindipetro Bahia, a vacinação dos petroleiros contra a Covid- 19 é muito bem vinda, mas é preciso registar que ela poderia ter sido realizada alguns meses atrás se a direção da Petrobrás não negligenciasse esta questão e tivesse atuado de forma corporativa junto aos municípios, como fizeram outras empresas assim que o Ministério da Saúde incluiu os industriários como prioritários no PNI – Plano Nacional de Imunização, com nota técnica emitida no mês de março.

A direção do Sindipetro protagonizou uma verdadeira “via crucis” para tentar agilizar a vacinação dos petroleiros próprios, terceirizados e do setor privado de petróleo, residentes em Salvador, Alagoinhas, Catu, São Francisco do conde, Madre de Deus, Candeias, Itabuna, São sebastião do Passé, Itanagra, Pojuca, Mata de São João, Araçás, Cardeal da Silva, Entre Rios, Esplanada, Jequié, Camaçari.

Para isto, a entidade sindical procurou as secretarias de saúde dos diversos municípios e se reuniu com representantes da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. E ainda cobrou da Petrobrás a relação dos nomes dos funcionários para encaminhar para a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), na tentativa de, através da Federação, vacinar, pelo menos, aqueles que residentes em Salvador. Mas não foi possível, pois a direção da Petrobrás não encaminhou a relação com os nomes dos funcionários.

O Sindipetro também notificou a Petrobrás, Transpetro e Biodiesel, para que a estatal, se movimentasse enquanto empresa para buscar garantir a priorização das vacinas para os seus trabalhadores próprios e terceirizados.

Portanto, podemos dizer agora que apesar da direção da Petrobrás, brevemente todos os petroleiros próprios e terceirizados estarão vacinados. Lembrando que as recomendações de prevenção contra a Covid-19 devem continuar sendo seguidas, pois já há variantes do vírus no país.

[Da imprensa do Sindipetro BA]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.