Imprimir esta página

Sindipetro-NF envia ofício ao município de Campos com demandas sobre vacinação contra Covid-19 para os petroleiros

Quinta, 15 Julho 2021 14:53

Nesta semana, o Sindipetro-NF entrou em contato com a Vigilância Epidemiológica do município de Campos dos Goytacazes, através de um ofício, expondo as demandas sobre a vacinação contra a Covid-19 para os petroleiros. 

A entidade ressalta que a categoria representa 70% do total das contaminações em ambiente de trabalho, além disso, o primeiro caso de brasileiro confirmado com a variante Delta “Indiana” foi de um trabalhador residente de Campos, o que ressalta o risco de outros trabalhadores não vacinados trazerem outras variantes para a cidade. 

Diante deste cenário, a entidade ressaltou a importância do município realizar a vacinação prioritária para a categoria, conforme o PNO do grupo prioritário 27 Trabalhadores da indústria em especial os Petroleiros, trabalhadores das Plataformas Produtoras de Petróleo e embarcações de apoio. Esta vacinação poderia ser facilmente realizada nos aeroportos de embarque e desembarque, após o desembarque dos trabalhadores, no Heliporto do Farol de São Thomé e Aeroporto Bartholomeu Lysandro. Tendo o Heliporto de Farol de São Thomé, local específico para a realização da vacinação, já utilizado para vacinação dos Aeroviários e Aeronautas. 

Além disso, o Sindipetro solicitou que o município reconsidere a decisão do fim da repescagem da vacinação contra a coronavírus para os petroleiros. O motivo é que os mesmos trabalham em regime de escala, onde estas chegam a até 35 dias fora de sua residência, inviabilizando que estes consigam se vacinar na data devida. 

Confira o documento na íntegra

[Da imprensa do Sindipetro-NF]