Número de casos de trabalhadores com COVID em P-50 aumenta mais de 200%

Quinta, 06 Agosto 2020 13:45

[Da imprensa do Sindipetro-NF]

A política de extermínio do presidente Jair Bolsonaro está sendo seguida à risca pela gestão Castello Branco em relação ao tratamento dado aos trabalhadores das plataformas. Petroleiros saem de casa com saúde e são infectados a bordo, no seu local de trabalho, onde deveriam estar protegidos.

A plataforma de P-50 está com um quadro grave de contaminação. Na terça-feira, 4, foi realizado um teste a bordo e o número de contaminados subiu de 13 na segunda, para 42 ontem. Desse total, 19 pessoas desembarcaram, 23 estão positivas a bordo, em sete os testes foram inconclusivos e 118 deram negativo. Um aumento de 223,07 % dos casos. O POB (número de pessoas a bordo) da unidade é de 167 pessoas na unidade.

Segundo relatos dos trabalhadores, a operação da unidade praticamente voltou ao normal. ” A gente tá operando como se nada estivesse acontecendo. Inicialmente o discurso da chefia era para ir para a área só se tivesse algum problema grave. Aos poucos foram arrochando e  tudo voltou ao normal a demanda a correria a cobrança. Aí agora olha o resultado? A galera sai de casa bem, sem problema nenhuma e volta com o COVID” – afirma um trabalhador da unidade.

O Editorial dessa semana do Boletim Nascente denuncia:  “assim como o governo, a gestão bolsonarista da Petrobrás é negacionista. Ela despreza a vida e os alertas de que seus trabalhadores estão sendo submetidos a riscos muito acima dos toleráveis e dos necessários para este momento. O caso P-50, também como a matéria, é extremamente emblemático dessa política de morte”.

Assim que recebeu as denúncias de COVID em P-50, a diretoria do Sindipetro-NF  cobrou da Petrobrás a realização do teste PCR, que detecta a COVID-19 no início, em todos os trabalhadores e trabalhadoras à bordo.

O Sindipetro-NF está cobrando ações imediatas da gestão para reduzir a contaminação e denunciou o caso à inspeção de segurança do trabalho, da Secretaria do Trabalho — a estrutura de fiscalização que restou após o desmonte do Ministério do Trabalho e hoje é ligada ao Ministério da Economia.

Denuncie

O sindicato reforça que é muito importante que os petroleiros e petroleiras enviem informações à diretoria da entidade sobre os riscos á saúde e à segurança. É garantido o sigilo sobre a autoria de denúncias. Os contatos dos diretores e diretoras estão disponíveis aqui e os relatos também podem ser enviados para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

POB de P-50 = 167 pessoas a bordo

Desembarcaram com COVID: 19 pessoas

Com COVID-19 a bordo: 23 pessoas

Inconclusivos: 07 pessoas

Negativos : 118 pessoas

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram