Imprimir esta página

Petroleiros do RS encerram Congresso reafirmando a luta pela manutenção dos direitos, contra a privatização do Sistema Petrobrás e Fora Bolsonaro

Segunda, 13 Julho 2020 11:11

Realizado de forma virtual, o XXXV Congresso Estadual dos Petroleiros encerrou neste sábado (11) reafirmando a necessidade da unidade da classe trabalhadora pela luta da manutenção dos direitos e de oposição ao modelo de gestão da Petrobrás e ao governo Bolsonaro. O diretor administrativo do Sindipetro-RS, Dary Beck Filho, destacou a importância da união dos petroleiros em apoio à luta categoria: "Este congresso deve apoiar todas as iniciativas que concorram para tirar os genocidas do poder e convoca a toda categoria petroleira a se somar nesta luta".

O evento foi realizado pela plataforma Zoom e contou com a participação de petroleiros(as) da ativa e aposentados (as), que através da tecnologia acompanharam as discussões das resoluções, da construção da pauta de reivindicações, além de elegerem os delegados e delegadas que participarão do XVIII Congresso Nacional da FUP, que acontece de forma virtual, de 15 a 19 de julho.


As discussões trazidas pelas resoluções apresentadas giraram em torno dos temas que mais afligem a categoria petroleira, como a conjuntura geopolítica internacional, o desmonte do Sistema Petrobrás, a retirada de direitos, a busca pelo fortalecimento da Petros, regulamentação, via act, do teletrabalho e reversão total das punições aplicadas após a greve: "A categoria deve rechaçar os ataque aos que fizeram greve e colocar como bandeira de luta nesta campanha a anistia a todos os punidos. O uso da categoria do seu direito legítimo de greve não pode ser motivo de punição", defendeu a diretora do Sindipetro-RS, Miriam Cabreira. Também foram referendadas as resoluções do Encontro das Mulheres Petroleiras da FUP, que serão encaminhadas para discussão no CONFUP , além da manutenção do ACT-2019-2020, com reajuste salarial e rejuste dos atuais benefícios.

Pauta Reivindicatória

1. Renovação do ACT 2019/2020, sendo:
a. Reajuste salarial e reajuste dos atuais benefícios;
b. Restabelecimento de Direitos - Inovações necessárias ao ACT, para manter ou
restabelecer direitos subtraídos pela Petrobrás: Banco de horas/Efetivo/HETT;
2. Teletrabalho – debate e construção de proposta;
3. AMS e Petros;
4. Bandeira de Luta - Anistia dos trabalhadores punidos nas greves de Nov/19 e Fev/20.

Leia Mais: Congresso dos Petroleiros e Petroleiras inicia os trabalhos com análise política e econômica

Assista o Painel de Conjuntura:
Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=p3i3iMf40Nc&feature=youtu.be
Facebook: https://www.facebook.com/sindipetro.rs/videos/1681944888630240/

[Via Sindipetro-RS]

Publicado em SINDIPETRO-RS, 18 CONFUP