Trabalhadores da Petrobrás no RN denunciam censura à comunicação do Sindicato

Sexta, 17 Agosto 2018 17:56
Avalie este item
(0 votos)

Na manhã desta sexta-feira, 17, chegaram ao conhecimento da Diretoria do SINDIPETRO-RN várias denúncias de trabalhadores e trabalhadoras, informando sobre impossibilidade de acesso à página eletrônica do Sindicato na internet, a partir de computadores instalados em dependências da Petrobrás.

Segundo essas mesmas fontes, as páginas da FUP e de outros sindicatos de petroleiros continuam disponíveis, sendo a do SINDIPETRO-RN (www.sindipetrorn.org.br) a única exceção. De acordo com um trabalhador com experiência na área de tecnologia de informação, o acesso à página do Sindicato foi deliberadamente restringido.

Ao que tudo indica, uma vez que fora da Petrobrás não foram registrados problemas, o ato configura clara intenção de calar a voz da entidade, dificultando a comunicação do Sindicato num momento em que a Petrobrás tenta impor a todo custo um PCR sem nenhuma discussão prévia com a categoria, e uma proposta de PR que exclui trabalhadores da Fafen-PR.

A Diretoria Colegiada do SINDIPETRO-RN solicitará esclarecimentos à Gerência local da Petrobrás (UO-RNCE) e tomará as medidas cabíveis contra o cerceamento da atividade sindical. A Diretoria também alerta a categoria para que mantenha a entidade informada e, se possível, para que recolha provas do boicote, capturando imagens das telas (foto ou printscreen) de seus terminais.

[Via Sindipetro-RN]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram