Petrobrás induz terceirizadas a retirarem plano de saúde de seus empregados

Quinta, 21 Junho 2018 10:36
Avalie este item
(0 votos)

 

Mais um golpe está sendo dado nos direitos dos trabalhadores. Desta vez, os atingidos são os terceirizados.  A atual gestão da Petrobrás resolveu retirar do memorial descritivo dos contratos a obrigatoriedade das empresas terceirizadas oferecerem plano de saúde aos seus empregados.

A exigência do plano de saúde já constava nos contratos desde o ano de 2003, a partir de reivindicação feita pela FUP, e não costumava ser contestada pelas empresas terceirizadas, que para vencer a concorrência e prestar serviços à Petrobrás, cumpriam o exigido pela estatal.

Agora, as empresas vão se sentir à vontade para fazer o que quiserem e como a maioria só visa mesmo o lucro, há um grande risco desses trabalhadores e trabalhadoras, que já sofrem com os baixos salários e a precarização do trabalho, ficarem também sem um plano de saúde.

Os contratos antigos não serão afetados, somente os novos. O Sindipetro Bahia já está solicitando reunião com a Petrobrás para tratar sobre o assunto e deixará claro que não aceitará esse retrocesso. Vai ter luta e mobilização até que a estatal volte atrás em sua decisão.

Fonte: Sindipetro Bahia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram