Sindipetro organiza carreata contra o Leilão do Pré-Sal

Quarta, 06 Junho 2018 16:31
Avalie este item
(0 votos)

Para esta quinta-feira, dia 7 de junho está marcado outro leilão do pré-sal – a 4º Rodada de Partilha de Produção, que vai ofertar as áreas denominadas Itaimbezinho, Três Marias, Dois Irmãos, Uirapuru nas bacias de Campos e Santos. Não podemos aceitar a entrega das nossas riquezas ao capital estrangeiro. O Pré-Sal é nosso! Junte-se a nós nessa luta amanhã, as 8h, faremos uma carreata saindo do embarque do antigo Aeroporto de Vitória. 

Esse recurso  deveria ser usado estrategicamente para investir no futuro do Brasil, na Educação, Saúde, Tecnologia, Infraestrutura. E não ser vendido à preços baixos, contra o desejo do povo!

Ação Popular

Como parte da campanha O Petróleo é do Brasil, os petroleiros Priscila Patrício e Marco Aurélio da Silva ingressaram com uma Ação Popular contra a Resolução CNPE nº 21, de 24 de novembro de 2017, que aprovou a 4ª Rodada de Licitações do Pré-Sal, e do Edital ANP referente à 4ª Rodada. A ação questiona a Lesão ao patrimônio público decorrente dos parâmetros criados pelos editais de licitações, que deixarão de arrecadar cerca de um trilhão de reais em IRPJ e CSLL.

Nos últimos leilões das 2ª e 3ª rodadas do pré-sal, realizados no dia 27 de outubro de 2017, a expectativa do governo era obter R$7,75 bilhões na assinatura dos contratos, mas o valor ficou em R$ 6,15 bilhões, isto é, cada barril de Petróleo Brasileiro contido nesses campos foi vendido por menos de R$ 1,50, quando o preço internacional era $60. Não podemos aceitar este crime lesa-pátria!

Sigamos em frente, pois a defesa da Petrobrás é a defesa do Brasil.

[Via Sindipetro-ES]

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram