Acampamento Lula Livre: resistência e participação do Sindiquímica-PR

Segunda, 16 Abril 2018 11:55

“Bom dia, Lula!” é o grito que ecoa todo amanhecer no Acampamento Lula Livre. Em defesa da democracia e da liberdade do presidente Lula, militantes permanecem em vigília na frente da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba e contam com a participação e o apoio de diversas entidades e movimentos sociais.

O Sindiquímica-PR foi a primeira entidade a erguer barraca no acampamento, em parceria com o Sindicato dos Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (Sindipetro PR/SC), fazendo revezamento na vigília e constante conexão com os trabalhadores e diretores da base, sempre incluindo um membro para representar as categorias na ocupação.

O sindicato tem levantado doações de alimentos, colchões e produtos de higiene pessoal para os acampados, além de fornecer apoio para a Frente Brasil Popular e para a frente Povo Sem Medo.

Para o diretor do Sindiquímica-PR Sérgio Luiz Monteiro, a entidade participa desse acampamento porque ele representa a resistência popular e a luta em defesa da democracia. “O Sindiquímica se mantém na vanguarda contra o golpe e em apoio ao presidente Lula e sua liberdade, porque as pessoas precisam entender que essa é uma prisão política”, afirma Monteiro.

[Via Sindiquímica-PR]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram