Terceirizada da Transpetro demite trabalhadores de maneira arbitrária

Quinta, 01 Março 2018 14:19

O Sindipetro-ES repudia a atitude tomada pela empresa CE Engenharia, que presta serviços de manutenção de faixas de dutos à Transpetro. Eles demitiram cerca de 10 trabalhadores que reclamaram ao Sindicato da Construção Civil sobre os atrasos na remuneração e as más condições de trabalho.

 

 “A empresa vem executando o contrato ‘aos trancos e barrancos’. Os trabalhadores ainda não receberam o pagamento de janeiro, nem os adiantamentos referentes ao dia 20 de fevereiro, nem o ticket-alimentação”, relatou o diretor de Setor Privado e Terceirizados, Reinaldo Alves de Oliveira.

 

 Segundo o contrato, o Plano de Saúde deveria ser fornecido para o trabalhador e todos seus dependentes legais. Entretanto, a empresa está descumprindo o acordo e tem disponibilizado apenas ao trabalhador. Além dessas irregularidades, a categoria estava com dificuldades para executar suas tarefas diárias, por conta da falta de combustíveis nos veículos.

 

 A Secretaria de Setor Privado e Terceirizados do Sindipetro-ES recebeu as denúncias e vai estudar atitudes necessárias contra essas irregularidades. “Vamos consultar nossa assessoria jurídica para tentar alguma medida. A Transpetro, seu gerente de faixa de dutos e o fiscal do contrato também precisam urgentemente tomar providências em relação a essa ação arbitrária da empresa”, consolidou Reinaldo.

[Via Sindipetro-ES]

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram