Gestores da Repar tentam enfiar a redução do efetivo goela abaixo; Sindicato já mobiliza os turnos

Terça, 13 Junho 2017 17:51

Um fato tão absurdo quanto irresponsável marcou a reunião da tarde de terça-feira (13) entre os gestores da Repar e os representantes do Sindipetro PR e SC. Não apenas marcou, como causou o abandono do encontro por parte dos dirigentes sindicais.

A reunião teria como pauta previamente acordada as reivindicações locais. No entanto, os gestores, sorrateiramente, quiseram aproveitar a oportunidade para apresentar a redução do efetivo próprio de trabalhadores.

Tal atitude fere a cláusula 91ª do Acordo Coletivo de Trabalho da Petrobrás, que estabelece um fórum de discussão de efetivo pessoal com a FUP e sindicatos. Além disso, desrespeitaram os trabalhadores ao aproveitaram uma reunião de pauta local para tentar apresentar um estudo para a redução de efetivo.

O acúmulo extremamente excessivo de tarefas e a continuada extinção de postos de trabalho colocam a segurança da refinaria em situação crítica. O aumento de ocorrências de insegurança na Repar e do número de acidentes fatais na Petrobrás não é capaz de sensibilizar os gestores sobre o problema dos efetivos. São irresponsáveis com a segurança dos trabalhadores, dos equipamentos, do meio ambiente e da comunidade no entorno da refinaria. Qualquer acidente que venha a ocorrer será objeto de denúncia nas esferas cível e criminal contra os gestores.

O Sindicato não aceita qualquer tipo de imposição e está aberto ao debate e negociação. Toda tentativa unilateral será rechaçada. Os dirigentes sindicais começaram ainda na tarte desta terça a alertar os trabalhadores nas trocas de turno e esta operação continua até que o debate seja feito com todos os grupos. A greve está muito próxima!

Fonte: Sindipetro-PR/SC

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram