Greve contra privatização de campos e redução de vagas é debatida em PE

Terça, 06 Setembro 2016 10:16

Petroleiros de Pernambuco estão em debate sobre a deflagração de greve, desde segunda-feira (5). A categoria deve decidir nesta terça-feira (6) sobre um possível movimento paredista no Estado.

O Sindicato dos Petroleiros local contabiliza uma queda de 30% no quadro de profissionais, além de perdas salariais e benefícios. Além desses problemas, a maior insatisfação dos trabalhadores é com relação ao Plano de Desinvestimentos da Petrobras, que começou a negociar a venda de ativos para tentar recompor o caixa da companhia.

Os petroleiros temem pela redução de vagas de trabalho, a partir da venda de empresas do grupo. Em Pernambuco, a Petrobras já anunciou a privatização do Complexo Petroquímico Têxtil (PQS) à empresa mexicana Alpek. Este ano, a estatal tem como meta vender US$ 15 bilhões em ativos para reduzir sua dívida de quase US$ 125 bilhões.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram