Nova Gestão da Transpetro sobrecarrega a sua força de trabalho

Terça, 19 Julho 2016 15:29

 

Em mais uma demonstração de sua capacidade criativa, a gerência da empresa, na figura do gerente local do Tecam, rasga o ACT, o PCAC, o edital de concurso e cria um novo cargo: o Técnico de Operação Mantenedor. 

Técnicos de manutenção concursados, com especialidades específicas de Automação, Elétrica, Mecânica e Instrumentação, passam a ser responsáveis por toda a rotina de operação dos terminais e estações dessa gerência.


Tais técnicos passam de imediato, sem treinamento, sem conhecimento, numa total sinalização de irresponsabilidade gerencial, a serem responsáveis por toda operação local e de seus riscos ambientais, de saúde e de segurança. 


Os mesmos profissionais, além de não possuírem capacitação, não possuem em seus atestados de saúde ocupacional o ASO, aptidão para estarem expostos a tais agentes de risco à saúde. Além do desvio de função flagrante, a exposição da saúde do trabalhador a tais riscos mostra a intenção dessa gerência.
Vale lembrar que nos editais dos concursos destes técnicos, em momento nenhum aparece a função de Operador Mantenedor ou vice versa.

 
No dia 21/07, às 10h, no TECAM haverá uma reunião do sindicato e a gerência da Transpetro para discutir a situação dos trabalhadores. Diante disto, o Sindicato pede aos trabalhadores que exerçam o Direito de Recusa, bem como denunciem à ouvidoria da empresa os gestores que praticarem assédio moral ou ameaças de qualquer espécie.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram