Bases administrativas fazem setoriais nesta terça e quarta contra golpe e por direitos

Segunda, 25 Abril 2016 18:03

Os petroleiros da região têm calendário de reuniões setoriais nesta semana para discutirem, com a direção do Sindipetro-NF, a conjuntura nacional e a construção de mobilizações contra o golpe, pela democracia e em reação à ofensiva conservadora que quer cortar direitos trabalhistas e sociais.

Nos aeroportos da região, os contatos continuam a ser diários, com a rotina de presença de diretores sindicais nos embarques e desembarques. Nas bases administrativas, haverá setoriais nesta terça, 26, no Parque de Tubos (7h) e em Imbetiba (14h). Na quarta, 27, haverá setorial no Edinc (7h).

As reuniões setoriais para discutir conjuntura e mobilização foi um dos indicativos da FUP para o momento brasileiro, que exige o enfrentamento a uma agenda de direita no Congresso Nacional e com muitos dos seus pontos listados pelo documento "Uma ponte para o futuro", do vice-presidente Michel Temer.

"Os parlamentares que atentam contra a democracia são os mesmos que atacam o cidadão brasileiro com projetos que podem fazer o nosso país retroceder décadas em relação aos direitos humanos, sociais e trabalhistas. São os mesmos que se articulam para privatizar a Petrobrás e para acabar com o Sistema de Partilha do Pré-Sal", alerta a FUP.

A categoria petroleira discute a possibilidade de adesão a uma greve geral unificada, com as demais categorias de trabalhadores, para denunciar a tentativa de golpe em curso. Também estão indicadas mobilizações no próximo dia 28 de abril, Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho.

Fonte: Sindipetro-NF

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram