Trabalhadores de P-52 lançam manifesto contra entrega do Pré-Sal

Terça, 15 Março 2016 16:41

Os petroleiros da plataforma P-52 enviaram ao Sindipetro-NF manifesto para registrar o apoio do grupo às ações sindicais em defesa do pré-sal e contra o projeto PLS 131 (e demais projetos lesivos, como o PLS 555), além de manifestar preocupação com a conjuntura econômica do País e da Petrobrás.

O Sindipetro-NF elogia a iniciativa dos trabalhadores em discutir estes temas e se colocarem dispostos à luta.

A entidade informa que uma das próximas ações será a participação em protestos pela Democracia, contra o Golpe e em defesa do pré-sal, no próximo dia 18. O sindicato vai disponibilizar ônibus para os filiados que quiserem ir aos atos de Brasília e do Rio de Janeiro.

Veja a íntegra do manifesto da P-52:

Bacia de Campos P-52 08 de Março de 2016

À direção do SINDIPETRO NF e Plataformas.

Assunto: Debate Sobre O Pré-sal e a atual conjuntura econômica da PETROBRAS.

Caros amigos do SINDIPETRO NF.

Em reunião com a equipe da Petrobras embarcada no dia 08 de Março para discutirmos nossa preocupação com os últimos acontecimentos veiculados nos sites dos sindicatos e nos meios de comunicação em geral foram debatidos temas como:

1 – A importância do Pré-sal para o país e para a Petrobras como grande fonte estratégica, geradoraa curto prazo, de recursos para alavancar o crescimento econômico e social, gerando empregos no Brasil e desenvolvendo a indústria nacional.

2 - A votação no Senado do projeto de lei PLS 131 que retira a exclusividade da Petrobras como operadora única do Pré-sal.

3 - Os demais projetos que estão tramitando naquela casa como o PLS 555 que possibilita a modificação da condição das empresas de capital aberto (Sociedade Anônima) em Companhias Limitadas, o que entendemos facilita a mudança de condição para esta modalidade das empresas estatais possibilitando seu enfraquecimento.

4 – A atual conjuntura econômica da Petrobras e do Brasil diante da redução do preço do barril de petróleo.

5 – Os últimos acontecimentos ligados a Operação Lava a jato, os quais estão contribuindo com o agravamento da crise política e econômica no pais e, diretamente à Petrobras.

Entendemos que o momento exige a união de todos, não só das centrais sindicais ligadas à Petrobras como a FUP e FNP, os sindicatos ligados a estas, comotambém das demais Entidades de classe e de todos os funcionários da Petrobras ou terceirizados. Nos colocamos a disposição para colaborar com qualquer ação que seja de forma pacífica para evitar que o PLS131 seja aprovado na Câmara dos Deputados.

A equipe da P-52 solicitada ao SINDIPETRO NF uma coordenação e apoio efetivo, convocando os companheiros das demais plataformas para se unirem nessa campanha.

Fonte: Sindipetro-NF

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram