FPSO Cidade de São Mateus: petroleiros mortos serão homenageados

Sexta, 05 Fevereiro 2016 16:17

Na próxima quinta-feira, dia 11 de fevereiro, o Sindipetro realiza um ato em defesa da vida para homenagear as vítimas da explosão na plataforma FPSO Cidade de São Mateus, há um ano atrás, além de prestar saudações aos familiares que estarão presentes.

Os petroleiros Heleno Silva Castelo, Luiz Cláudio Nogueira da Silva, Wesley Bianquini, Edward Fernandes, Alexsandro de Sousa Ribeiro, Raimundo Nonato da Silva, João Victor Souza Rodrigues, Jorge Luiz dos Reis Monteiro e Tiarles Correia dos Santos eram terceirizados da empresa BW Offshore que, neste mês, propôs um Plano de Demissão Voluntária Incentivada (PDVI) para a equipe que trabalhava na plataforma. Quem aderisse ao plano teria que abrir mão de todos os seus direitos e, desta forma, a terceirizada se livraria de todas as responsabilidades com as vítimas da explosão.

O ato também vai homenagear os petroleiros Alex Ribeiro e Oseias Damasceno, que morreram após acidente no TABR, em julho de 2015, Rubens Pereira Santos e Ademilton Florêncio Burini, que morreram com a explosão no TAVIT em agosto, Pedro Alexandre Bagatin, que faleceu após infarto na Refinaria Getúlio Vargas, no Paraná, em novembro, e Luiz Augusto Cabral de Moraes, morto no acidente do tanque da Reduc, em janeiro deste ano.

O Sindipetro-ES repudia esta atitude imprudente da BW e vai cobrar dos gestores da Petrobras mais empenho e responsabilidade para que os trabalhadores tenham uma verdadeira política de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS).

Chega de luto e vamos para a luta!

Fonte: Sindipetro-ES

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram