Retaliação com transferência de grevista é repudiada pelo sindicato

Terça, 05 Janeiro 2016 11:14

O Sindipetro-NF recebeu denúncia que diversos trabalhadores que fizeram greve estão sendo transferidos para outras unidades. Inclusive aqueles que se candidataram às eleições de Cipa, o que é ilegal porque fere a NR-5.

A diretoria do Sindicato vê essa postura da empresa como uma retaliação aos grevistas, além de ferir um compromisso assumido pela Petrobrás de que esse tipo de postura não aconteceria.

Há uma grande diferença entre transferência entre plataformas por necessidade operacional, que é perfeitamente normal em qualquer atividade, e a transferência com motivação política, para servir de exemplo, como a categoria tem denunciado.

A tentativa da empresa é disfarçar a retaliação dando uma justificativa duvidosa sobre sua legitimidade. O Sindicato questiona qual é o critério utilizado para essas transferências.

O Sindicato irá encaminhar denúncia ao Ministério Público do Trabalho, mas para isso precisa que os petroleiros transferidos enviem uma descrição do ocorrido para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. É importante que no relato o petroleiro destaque se está, ou não, inscrito para a Cipa de sua unidade.

"A greve foi suspensa, mas a categoria se mantém em estado de greve. Não vamos tolerar qualquer tipo de retaliação à categoria petroleira" - afirma o Coordenador do Sindipetro-NF, Marcos Breda.

Fonte: Sindipetro NF

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram