Gerentes da REDUC põem meio ambiente em risco

Segunda, 30 Novembro 2015 12:29

No último dia 21/11, ocorreu um incêndio na U-3350, unidade de recuperação de enxofre na REDUC. Ao invés do gerente geral ordenar a parada da unidade para manutenção, a operação seguiu com a unidade vazando H2S, que é letal a 10 ppm.

O Sindipetro Caxias denunciou Risco Grave e Iminente ao MTE, sendo que no dia 26/11 o auditor fiscal interditou a unidade.
A gerência da REDUC deveria orientar a redução de carga e parar a U-1250 para que a outra unidade de recuperação de enxofre, a U-3300, desse conta do tratamento de todo o gás ácido, mas isto não ocorreu.

A refinaria manteve a produção normal, enganando o órgão ambiental ao falar que a U-3300 está tratando o gás ácido. Na verdade, o que ocorre é que continua poluindo a região metropolitana do Rio de Janeiro.

A U-3300 não suporta tratar todo o gás ácido e lança 40 toneladas por dia de particulado de enxofre na atmosfera. Essa situação contraria as leis ambientais, pois provoca chuva ácida. A população merece respeito e deve ser informada do risco de ter chuva ácida.

Fonte: Sindipetro Caxias

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram