Imprimir esta página

Insegurança na REDUC causa mais um acidente de trabalho

Terça, 15 Setembro 2015 14:31

No último dia 12/09, ocorreu mais um acidente de trabalho na REDUC. Um empregado da empresa RIP, que presta serviço à terceirizada POTENCIAL, teve sua mão prensada num misturador de massa durante a parada de manutenção da caldeira C-2001, na U-2200.

Antes, diretores do Sindipetro Caxias haviam sido impedidos pela gerência de entrar na refinaria para inspecionar as condições de segurança e saúde na parada.

O sindicato foi ao Hospital Mário Lioni, em Caxias, prestar solidariedade à vítima e acompanhar de perto seu atendimento. O trabalhador teve dois dedos fraturados e já recebeu alta.

Suspeita de irregularidade

Na manhã de hoje (15/09), diretores do Sindipetro Caxias visitaram o local do acidente acompanhados pelos gerentes do IERC e da REDUC. Na ocasião, solicitaram a parada da máquina até que a comissão de análise do caso, da qual o sindicato faz parte, descarte a possibilidade de falha no equipamento como motivo do ocorrido. A gerência da Petrobrás aceitou a proposta do sindicato.

Na visita, os diretores sindicais também constataram que a máquina de fabricação da empresa KAEFER sofreu modificações técnicas pela empresa RIP, e exigiram a apresentação do manual do fabricante, o laudo técnico da modificação, provas de que a alteração foi informada ao fabricante e de que houve treinamento dos operários para a operação após as modificações.

O Sindipetro Caxias também cobrou da Petrobrás a emissão da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) e que seja dada mais transparência às investigações sobre acidentes de trabalho na refinaria, que frequentemente são escondidos do sindicato e do Ministério do Trabalho.

O sindicato parabeniza os operadores da U-2200 que após o acidente solicitaram a parada imediata de todas as frentes de trabalho, bem como a observadora que comunicou o acidente e os trabalhadores que fizeram uma alavanca e cortaram os parafusos para retirarem a mão da vítima.

Enquanto a gerência da REDUC continuar tratando a política de SMS com descaso e incompetência, infelizmente os acidentes na refinaria continuarão acontecendo e colocando em risco a vida e a integridade física dos trabalhadores próprios e contratados.

Queremos mais segurança e melhores condições de trabalho! Em defesa da vida e da saúde dos petroleiros! 

Fonte: Sindipetro Caxias

Mídia