Petroleiros do ES realizam ato em defesa da vida

Quarta, 09 Abril 2014 14:12

Sindipetro-ES

O Sindipetro-ES realizou na ultima sexta (04/04) às 07:00 hs uma grande Mobilização no portão de entrada do TABR paralisando os trabalhadores de turno e administrativos num grande ato em Defesa da Vida.

Acidente com trabalhador do  TABR  expõe a face cruel  do mal atendimento

Na última terça-feira, 02/04,um acidente grave de trajeto envolvendo um trabalhador da Transpetro que se dirigia ao trabalho em sua moto acendeu o alerta sobre a necessidade de  se discutir urgentemente alternativas para modificar o quadro caótico em que se encontra a capacidade de atendimentos médicos e  emergências aos trabalhadores(as) da Transpetro.

O ACIDENTE

Com fratura grave nas pernas, o trabalhador viveu momentos de terror até conseguir receber o atendimento adequado depois de mais de seis horas sendo tratado com total falta de respeito. Alguns minutos após o acidente o ônibus que transporta os trabalhadores do  ADM - TABR parou assim que percebeu o acidente na tentativa de chamar uma ambulância para atendê-lo.

AMBULANCIA EM PÉSSIMAS CONDIÇÕES

Um ambulância da cidade de Aracruz foi chamada,porém,sem condições adequadas para prestar um atendimento de qualidade. A ambulância não tinha socorrista, nem maca, nem medicações e sem oxigênio. Um técnico de segurança da Transpetro teve que acompanhar o colega acidentado.

 Transpetro não tem ambulância para qualquer atendimento

Apesar da Transpetro contar com três Terminais no Espírito Santo  e mais de quinhentos trabalhadores(as), não tem sequer uma ambulância para atender às demandas emergenciais. O trabalhador foi levado ao Hospital São Camilo em Aracruz, onde aguardou por mais de seis horas, no corredor do hospital, enquanto o setor de Saúde da Transpetro, sem sucesso, conseguir uma ambulância para transferi-lo para o Apart Hospital. Finalmente o trabalhador foi transferido e atendido.

O Sindipetro-Es estará se reunindo com a Direção da Transpetro para solucionar essas pendências.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram