Sindicato promove piquete no aeroporto de Campos em Dia Nacional de Luta

Sexta, 09 Novembro 2012 13:50

Sindipetro NF

Como parte das mobilizações do Dia Nacional de Luta pela Segurança chamado pela FUP, o Sindipetro-NF promoveu hoje um piquete de convencimento no aeroporto Bartolomeu Lisandro, em Campos, que mantém condições precárias para embarques e desembarques dos petroleiros da região. Os diretores sindicais permaneceram desde o início da manhã no local. Houve atrasos em voos de trabalhadores do setor privado e cancelamentos de dois voos da Petrobrás (para P-25 e P-52).

Os sindicalistas orientaram os petroleiros a só embarcarem pelo saguão principal, e a Petrobrás afirma que isso não é possível. Atualmente o embarque é realizado em um hangar improvisado pela empresa Líder. Cerca de 40 empregados deixaram de embarcar hoje em razão da mobilização. Os voos cancelados foram transferidos para às 14h25 de amanhã, no aeroporto de Macaé.

Dia de Luta

O Dia Nacional de Luta foi chamado para denunciar o descaso com que a Petrobrás tem tratado a questão da segurança no setor. Nos últimos dias, três trabalhadores morreram em bases da empresa. São pelo menos 12 mortes só neste ano e 16 desde que um Grupo de Trabalho de SMS foi criado, em setembro de 2011, sem apresentar resultados concretos.

De acordo com a FUP, na última reunião do grupo, em 29 de outubro, os gerentes executivos da empresa mais uma vez agiram como se estivesse tudo na mais perfeita ordem, levando a Federação a se retirar da mesa de negociação.
“Após 14 reuniões do GT, nada de significativo mudou na gestão de segurança da Petrobrás. A FUP exigiu um posicionamento claro da empresa sobre o SMS [Saúde, Meio Ambiente e Segurança]. Em resposta, o diretor Corporativo e de Serviços, José Eduardo Dutra, enviou documento à Federação, agendando uma reunião específica nesta sexta, 9, para discutir esta questão”, informou o boletim Primeira Mão nesta semana.

Problemas do Aeroporto

A mobilização de hoje não é a primeira realizada para denunciar a precariedade das condições de embarque e desembarque no aeroporto Bartolomeu Lisandro. No dia 13 de setembro deste ano, o sindicato promoveu atrasos no acesso dos trabalhadores ao hangar da Líder.

Os dirigentes sindicais pararam os trabalhadores no portão de acesso à área, para ouvir as reclamações da categoria sobre o local.

Problemas como falta de banheiros — há apenas um para cada sexo —, lanchonete, caixa eletrônico, saguão adequado, longa distância percorrida a pé, transporte precário entre o aeroporto e a rodoviária de Campos, estão entre os que foram lembrados pelos trabalhadores.

O aeroporto Bartolomeu Lisandro começou a operar voos para a Bacia de Campos no último mês de julho. O local chega a contar com até 15 voos diários, movimentando aproximadamente 180 petroleiros.

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram