Assembleias do Unificado de São Paulo aprovam indicativos da FUP

Sábado, 14 Novembro 2015 19:15

O Sindipetro Unificado do Estado de São Paulo realizou neste sábado assembleias para submeter aos trabalhadores os indicativos da FUP. Por 178 votos a favor, 119 contrários e 06 abstenções, os petroleiros aprovaram a proposta conquistada na greve, onde a Petrobrás responde à Pauta pelo Brasil e renova o Acordo Coletivo, e mantiveram o estado de greve.

 

 

Veja a nota divulgada pelo Sindipetro Unificado: 

Após 13 dias de uma intensa greve, cujo objetivo principal foi questionar o modelo de gestão da empresa e denunciar para a sociedade o plano de desinvestimento que aferá todo o país, trabalhadores e direção da empresa chegaram a um acordo possível para o impasse da greve.

Entre os principais pontos acordados estão a criação de um Grupo de Trabalho para discutir os pontos da Pauta pelo Brasil, avanços no ACT da Fafen-PR, reposição da inflação, avanços no SMS e no benefício farmácia. Em relação aos dias parados, 50% serão compensados e outra metade descontada.

Barrar o retrocesso

Aproveitando a crise mundial do setor de petróleo (com o barril valendo cerca de 1/3 do valor que era comercializado há menos de dois anos) e da própria Petrobrás, a direção chegou a propor um acordo extremamente rebaixado, com perdas de diversos direitos e mesa de negociação separada por empresa do Sistema. Os sindicatos não aceitarem, impuseram uma pauta politizada e aguardaram a manifestação da diretoria da Petrobrás por mais de 100 dias.

Na ausência de diálogo, a categoria partiu para a greve que obrigou a empresa a rever sua estratégia e avançar em diversos pontos.

A partir dessa sinalização, o Conselho Deliberativo da FUP indicou a aceitação da proposta, com suspensão da paralisação, mas manutenção do estado de greve, ou seja, se houver qualquer tentativa de retrocesso, os [email protected] cruzam os braços novamente.

Categoria de luta

A Direção do Unificado agradece a todos os petroleiros e petroleiras que compreenderam a importância do momento e aderiram à paralisação, agradece aos movimentos sociais e seus militantes, que desde a primeira hora apoiaram o movimento, e a reafirma seu compromisso de continuar lutando pela soberania energética do povo brasileiro e pela defesa intransigente das conquistas das categoria. PARABÉNS A [email protected] QUE SÃO DE LUTA!

Fonte: Sindipetro Unificado SP

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram