Sindipetro ES apura denúncia sobre demissão de trabalhador terceirizado na P-57

Sexta, 06 Novembro 2015 18:10

 

 

 

No sexto-dia de greve, tivemos mais adesões. Os trabalhadores do Módulo de Operação de Pig (MOP), Plataforma Peroá PPER1 estão juntos com os petroleiros da P-57 e P-58, do Terminal Aquaviário de Vitória (TAVIT), Terminal Aquaviário de Barra do Riacho (TABR), Terminal Norte capixaba (TNC) e a Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas (UTGC), em Linhares e do Terminal Industrial e Multimodal da Serra (TIMS). Até ás 19 horas de hoje, todas as unidades marítimas e da malha de escoamento de gás, norte e sul capixaba, integradas com as unidades de gás UTGC e UTG-Sul foram entregues às equipes de contingência da Petrobras.

Insegurança nas plataformas preocupa Sindicato

Os trabalhadores da P-57 e 58 permanecem firmes no movimento, mas preocupados com as equipes de contingência que permanecem à bordo para manter a produção. As unidades estão operando com risco de segurança - os supervisores e gerentes não possuem experiência diária na operação.

A Petrobras, durante lançamento do Plano Nacional de Segurança, poucos dias atrás, frisou que a vida e a segurança do petroleiro é seu maior valor, entretanto, quer manter a produção nas unidades a qualquer custo. Esse foi o motivo crucial para os operados das plataformas não permaneceram à bordo. A falta de segurança pode gerar riscos de acidente como explosão, vazamento de óleo e principalmente mortes. Só este ano, foram 19 mortes no Sistema Petrobras.

Trabalhador terceirzado é demitido por se recusar a permanecer à bordo da P-57

O Sindipetro-ES recebeu comunicado de um trabalhador contratado, lotado na P-57, de que a empresa o demitiu sumariamente, após ele se recusar a permanecer à bordo, diante da insegurança que se instalou na unidade pelo fato de estar sendo operada apenas pela equipe de contingência. O Sindicato tomará todas as medidas necessárias para resguardar o direito deste trabalhador e repudia mais esta atitude arbitrária da empresa.

Fonte: Sindipetro ES Regional Sul Capixaba

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram