Greve não é crime: FUP realiza ato em desagravo à prisão de Deyvid Bacelar

Quarta, 04 Novembro 2015 18:11

A FUP e seus sindicatos realizam nesta quinta-feira, 05, um ato de desagravo contra a prisão arbitrária do representante dos petroleiros no Conselho de Administração da Petrobrás, Deyvid Bacelar, ocorrida na madrugada do último dia 03, na Refinaria Landulfo Alves (Rlam), na Bahia. A manifestação será às 07h, no Km 04 da Rodovia BA 522, com a presença do Comando de Greve da FUP, do presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, de dirigentes da CTB e de representantes dos movimentos sociais.

Os petroleiros consideram a prisão de Deyvid um ataque frontal à organização dos trabalhadores. Várias outras arbitrariedades estão sendo cometidas pelas gerências da Petrobrás, de norte a sul do país, na tentativa de desestabilizar a greve que a categoria iniciou no dia primeiro de novembro.

A greve é um direito humano fundamental e constitucional. A greve dos petroleiros é pela retomada dos investimentos da Petrobrás, pela manutenção dos empregos, contra a privatização, pela garantia dos direitos conquistados e em defesa da vida. Convocamos todos os trabalhadores e militantes sociais a se solidarizarem com a nossa luta. Greve não é crime! Nossa Pauta é pelo Brasil.

Nesta quinta, 05, às 07 horas

Trevo da Resistência, Km 04 da Rodovia BA 522 - acesso à Rlam

Fonte: FUP

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram