Intransigência de gerentes já causa problemas para trabalhadores presos na Refap

Terça, 03 Novembro 2015 19:30

 

Vários companheiros e companheiras estão sendo mantidos presos dentro da refinaria por conta da gestão da empresa, desde domingo (01) à tarde, quando foi deflagrada a greve, mesmo tendo supervisores e coordenadores, que poderiam estar trabalhando e liberando os que querem sair. Nessa terça-feira (03) tivemos mais um caso relatado de trabalhador que sofreu problemas de saúde devido à situação e que, após cobrança por parte do Sindicato, foi liberado. O que a gerência da Refap está esperando para dar uma solução definitiva em relação a isso?

Aos nossos, companheiros e companheiras, que estão presos nas dependências da Refap, informamos que estamos entrando com uma ação para contornar essa situação, o mais depressa possível.

Reunião com a Refap

Em reunião nessa manhã com a gerência da Refap, o Sindipetro-RS cobrou  a liberação destes trabalhadores e trabalhadoras que querem sair e que estão sendo impedidos por parte da supervisão. Além disso, foi cobrada a liberação para a direção sindical, que até então está impedida de entrar e verificar as condições de saúde e segurança nas unidades.  O Sindipetro-RS ressaltou que eles têm o seu grupo de contingência, e que, por isso, não podem prender ninguém dessa forma, mas que a categoria está disposta a negociar, desde que a refinaria tenha parada de unidades com impacto no resultado da empresa.

A gerência concordou a entrada da direção sindical, no entanto quanto à liberação dos trabalhadores, ela disse que estudará uma proposta sobre isso, mas não se comprometeu.

Fonte: Sindipetro-RS

Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram