FUP apóia decisão do Sindipetro NF de não realizar assembléias

Segunda, 20 Setembro 2010 21:00
DECISÃO É UM PROTESTO CONTRA AÇÕES ANTISSINDICAIS DOS GESTORES DA PETROBRÁS...

Imprensa da FUP

Apesar de todas as denúncias que o Sindipetro NF e a FUP fizeram à categoria sobre as práticas arbitrárias e truculentas dos gestores da Petrobrás, que passaram a impedir a conversa de dirigentes sindicais com os trabalhadores durante o embarque e desembarque no Aeroporto de Macaé, nada mudou.

Diante destas ações antissindicais, o Sindipetro NF decidiu que só vai submeter indicativo de aprovação da proposta de Acordo para a categoria quando a empresa normalizar o acesso dos sindicalistas aos saguões dos aeroportos da região. A FUP apóia a decisão do Sindicato e, mais uma vez, repudia veementemente este tipo de ataque às entidades sindicais da categoria. Este tipo de atitude arbitrária e autoritária abre um precedente perigoso à organização dos trabalhadores.

Nesta terça-feira, 21, doze diretores do sindicato foram novamente barrados na entrada do saguão do aeroporto de Macaé

Mais uma vez, os diretores do sindicato foram barrados na entrada do saguão do aeroporto de Macaé. Os sindicalistas fecharam a entrada de passageiros e a Petrobrás chamou a polícia.

Os trabalhadores manifestaram-se contra a postura antissindical dos gestores da empresa e apoiaram a mobilização feita pelo Sindipetro NF, no Aeroporto de Macaé, nesta terça-feira.

O Sindipetro NF e a FUP continuarão lutando pelo direito de comunicação com os trabalhadores, para conscientiza-los sobre as questões de segurança e discutir a campanha reivindicatória.

Depois de muita confusão e da disposição dos diretores de manter o bloqueio mesmo depois da chegada da polícia a empresa liberou o acesso ao saguão. Apesar do tumulto, os sindicalistas se organizaram para realizar a conversa com os trabalhadores dentro do saguão do aeroporto.

 

 

Leia a nota do Sindipetro NF a respeito das assembléias


Mídia

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram