Petroleiros da Repar intensificam mobilizações pelo aumento do efetivo e "Operação Gabrielli"

Segunda, 07 Novembro 2011 22:00
Já são 57 dias de luta e a categoria permanece engajada na campanha.

 Sindipetro PR/SC

 

A mobilização na Refinaria começou no dia 13 de setembro, com a deflagração da Operação Segura para pressionar a empresa a atender à pauta local dos trabalhadores (aumento do efetivo, higienização das toalhas e desjejum). Somou-se à ofensiva dos petroleiros da Repar a campanha nacional do Acordo Coletivo de Trabalho 2011/2013.

Já são 57 dias de luta e a categoria permanece engajada na campanha. Nesta terça-feira (08) aconteceu mais um atraso com os companheiros do Grupo II e os dirigentes do Sindipetro Paraná e Santa Catarina.  Dentro da refinaria, a mobilização continua com a “Operação Gabrielli”. Caso a Petrobrás não melhore sua proposta nas negociações do ACT, é greve com controle de produção a partir do dia 16.

 

 

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram