Paralisações surpresa prosseguem nesta sexta em Pernambuco, Espírito Santo e Santa Catarina

Quinta, 03 Novembro 2011 22:00
Os trabalhadores do Sistema Petrobrás continuam intensificando as paralisações surpresa e dando sequência à "Operação Grabielli" iniciada no último dia 27.

Imprensa da FUP

Os trabalhadores do Sistema Petrobrás continuam intensificando as paralisações surpresa e dando sequência à  "Operação Grabielli" iniciada no último dia 27. Nesta sexta-feira, 04, foi a vez dos petroleiros do Terminal de Suape, em Pernambuco, do OPASC, em Santa Catarina, e da UTG-Sul, no Espírito Santo, somarem-se às mobilizações, pressionando a Petrobrás e o governo a apresentarem uma nova contraproposta que contemple as principais reivindicações da categoria. Os trabalhadores seguem rejeitando a contraproposta apresentada pela Petrobrás e subsidiárias e aprovando o indicativo de greve a partir do dia 16, por tempo indeterminado e com parada e controle de produção. 

Ontem (03), os petroleiros do Terminal Aquaviário Almirante Soares Dutra, em Osório, no Rio Grande do Sul, somaram-se às  paralisações surpresa realizadas no Paraná, Bacia de Campos, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e São Paulo. Além de cumprirem rigorosamente todos os procedimentos de segurança, os trabalhadores suspenderam as emissões e acompanhamento de PTs. Os sindicatos organizaram ocupações, paralisações de atividades, cortes e atrasos nas trocas de turnos e início do expediente.

Pernambuco

No Terminal de Suape, trabalhadores próprios e terceirizados pararam por cerca de quatro horas suas atividades, na troca do turno da manhã e no início do expediente administrativo. A "Operação Gabrielli" se estendeu ao longo de todo o dia, sem emissões de Permissões de Trabalho (PTs) e, com cumprimento rigoroso de todos os procedimentos de segurança previstos pela Transpetro. Os trabalhadores também aprovaram os indicativos da FUP e dos sindicatos, rejeitando a contraproposta apresentada pela Petrobrás e subsidiárias e aprovando a greve a partir do dia 16. As assembléias prosseguem nas demais bases do Sindipetro-PE/PB.

Espírito Santo

A paralisação organizada pelo Sindipetro-ES foi na UTG-SUL (Unidade de Tratamento de Gás, em Guarapari). Os trabalhadores da unidade pararam suas atividades e suspenderam as emissões de PT’s ao longo de todo o dia e também rejeitaram por unanimidade a contraproposta apresentada pela Petrobras, bem como aprovaram a greve por tempo indeterminado a partir do dia 16. O Sindipetro continuará realizando ações surpresa, que servirão de preparação para a greve.

 

Santa Catarina

Os petroleiros de Santa Catarina paralisaram por três horas, das 06h00 às 09h00, os setores do Oleoduto Paraná e Santa Catarina (Opasc). Todas as atividades foram interrompidas neste período e os trabalhadores seguiram ao longo do dia cumprindo rigorosamente os procedimentos de segurança, intensificando a "Operação Gabrielli". Aderiram à paralisação surpresa as bases de Biguaçu, Guaramirim e Itajaí.

 

 

 

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram