O “bode” da unidade cobrada pelos divisionistas

Segunda, 24 Outubro 2011 22:00
Leia o editorial da diretoria da FUP sobre a cobrança de unidade feita pelas direções dos sindicatos dissidentes...

 Imprensa da FUP

Leia o editorial publicado na edição 1012 do Primeira Mão, com a resposta da diretoria da FUP sobre a unidade proposta pelos dirigentes dos sindicatos dissidentes:

O “bode” da unidade cobrada pelos divisionistas

Você, companheiro (a) trabalhador (a), acreditaria em pseudo representantes da categoria, que, ao mesmo tempo em que defendem a unidade com a FUP, ingressam com ações judiciais para destruir essa mesma entidade?

Numa mesa de negociação disputada, como a da Petrobrás, você teria como aliado um agrupamento dissonante de indivíduos que te acusam de “traidor”, “vendilhão”, “pelego”, “entreguista”, “chapa branca”, “governista”, entre outros adjetivos, que, por si só, já traduzem suas intenções? Pois é justamente isso que estão propondo os divisionistas, que em seus boletins, editoriais e faixas penduradas nas unidades da Petrobrás escancaram a única coisa que os une: “derrotar a FUP”. Como pode haver unidade com pseudo sindicalistas que subverteram a luta de classes, transformando os trabalhadores em inimigos e os ex-gerentes da “era FHC” em aliados? 

Além de ter pauta e bandeiras de luta diferentes, a FUP não vacila em seus enfrentamentos. Nossos inimigos não são os que nos fazem oposição e sim os gestores da Petrobrás e os representantes do governo que resistem às reivindicações dos trabalhadores. A falsa unidade pregada pelos divisionistas é o “bode”, como chamamos no jargão sindical, para tentarem enganar mais uma vez a categoria. Como não têm ação sindical, já que não se entendem nem mesmo entre eles, querem tomar carona nas lutas da FUP para depois nos acusarem novamente de  “traidores”, “vendilhões”, “pelegos”, “entreguistas”, “chapa branca”, “governistas”... 

A unidade não é um discurso vazio e oportunista. É um princípio da classe trabalhadora e motivo maior da construção da FUP e de tantas outras entidades sindicais que o PSTU/Semlutas tentam destruir por disputas meramente político-partidárias. Somos, sim, a favor da unidade, mas através da FUP, que é de fato e de direito a entidade que representa nacionalmente os petroleiros. Tanto que é referência para os próprios divisionistas, que estão sempre a reboque das nossas lutas e conquistas, além de utilizarem os nossos calendário de mobilizações e paralisações.

Unidade na luta sim! Respeito a organização dos trabalhadores, também!

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) foi criada em 1994, fruto da evolução histórica do movimento sindical petroleiro no Brasil, desde a criação da Petrobrás, em 1953. É uma entidade autônoma, independente do Estado, dos patrões e dos partidos políticos e com forte inserção em suas bases.

Instagram