updated 12:13 AM CDT, Jun 22, 2018
Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018

Bahia discute impactos da privatização da Petrobrás

Na próxima segunda-feira (7),  os petroleiros baianos participam do seminário “O papel da Petrobras na economia da Bahia”, que visa discutir os impactos da privatização de ativos da Petrobrás na indústria nacional e no estado, bem como os cortes nos investimentos da estatal. O evento será realizado no auditório 1, do Senai Cimatec, em Salvador, uma iniciativa da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara de Deputados, presidida pelo deputado federal Daniel Almeida (PCdoB/BA). 

Na pauta principal será abordada a desativação das unidades da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) na Bahia e em Sergipe e a venda da refinaria Landulpho Alves, localizada na Região Metropolitana de Salvador (RMS), dentre outros assuntos. O parlamentar baiano explica a mobilização da Comissão entorno dos temas, alertando para os impactos sofridos em relação aos cortes realizados pela estatal nos últimos anos.

"A Bahia vai sair do mapa de investimentos da Petrobrás com o encerramento das operações realizadas nos terminais marítimos, desativação das sondas de perfuração terrestre utilizadas para encontrar novos reservatórios e desmonte do setor de biocombustível. Por isso, estamos mobilizando a sociedade, trabalhadores, Governo da Bahia, empresários para discutir estas importante questões", afirmou Daniel.

As medidas atuais de desinvestimento defendidas pela estatal contribuem para a estagnação do crescimento econômico e a industrialização da região nordeste implicando, principalmente, no aumento do desemprego e redução da geração de renda. Almeida fala sobre a articulação para tentar barrar mais esse ataque ao patrimônio brasileiro.

"A Bahia tem uma relação histórica com o petróleo, sendo berço nacional da extração com o primeiro poço perfurado no bairro do Lobato, subúrbio ferroviário de Salvador, em 1930. A descoberta foi fundamental para o desenvolvimento da atividade petrolífera baiana e criação da Petrobras em 1953. Então, o fechamento da Fafen significa a possibilidade real de cerca de mil trabalhadores diretos perderem os seus postos de trabalho com a desativação".

Primeira atividade externa da CDEICS, o seminário pretende inaugurar nova fase de debates sobre o planejamento estratégico da Petrobras e as consequências da falta de investimento da estatal, reunindo sociedade, trabalhadores, Governo da Bahia, empresários e setor produtivo.

Mídia