updated 6:16 PM BRST, Nov 24, 2017
Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017

Sem legitimidade do povo, governo golpista derruba liminar e começa entrega do pré-sal por R$ 0,01 o litro

Mesmo sem legitimidade do povo, o governo golpista de Michel Temer conseguiu derrubar a liminar que suspendia os dois leilões de blocos de exploração de petróleo do pré-sal, marcado para esta sexta-feira (27). 

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região cassou nesta manhã a liminar que suspendia as rodadas de licitação que a ANP já iniciou em um hotel de luxo no Rio de Janeiro. O juiz da 3ª Vara Federal Cível da Justiça Federal do Amazonas Ricardo A. de Sales havia concedido uma liminar na noite de quinta-feira (26) atendendo a um pedido de uma das várias Ações Civis Públicas que a FUP e seus sindicatos ingressaram para barrar a entrega do pré-sal. 

Ao todo, 16 petrolíferas, das quais 14 são multinacionais, disputam as reservas com 12 bilhões de barris de petróleo de altíssima qualidade que estão sendo doadas por Temer e demais golpistas. Se todos os blocos forem vendidos, a ANP arrecadará R$ 7,75 bilhões com os bônus de assinaturas. Ou seja, cada barril com 159 litros de óleo do pré-sal sairá para as multinacionais por menos de R$ 1,50, o que representa R$ 0,01 o litro. 

Manifestações contra a entrega do pré-sal

 Nesta sexta-feira (27), a FUP e seus sindicatos realizaram uma série de protestos nas principais unidades da Petrobrás e no Rio de Janeiro, onde ocorrem os leilões do pré-sal. 

FUP, foto de manifestação dos petroleiros no Espírito Santo

Mídia