updated 8:26 PM BRT, Jul 27, 2017
Quinta-Feira, 27 de Julho de 2017

São Paulo e Brasília realizam atos contra a reforma trabalhista de Temer

A Frente Povo Sem Medo, juntamente com outros movimentos sociais, fará uma manifestação contra a reforma trabalhista nesta segunda-feira (10), no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), às 18h. O projeto do governo Temer (PLC 38) está tramitando no Senado e deverá ser votado nesta terça-feira (11) pelo plenário. 

"Um governo que não foi eleito e está envolvido em inúmeros escândalos de corrupção quer retirar nossos direitos que foram duramente conquistados", diz a convocação do evento.

Centrais e sindicatos preparam manifestações, em Brasília, para o dia da votação. Ao longo desta segunda-feira, haverá concentração no Aeroporto Juscelino Kubitschek para pressionar parlamentares a votar contra o projeto.

"Os trabalhadores e trabalhadoras não se esquecerão dessa traição. Os sindicatos e movimentos sociais, em todos os estados, estamparão nas ruas e nas redes sociais a cara desses assassinos de direitos para que sejam riscados do cenário político nacional", diz o presidente da CUT Brasília, Rodrigo Britto.

Marcha Contra os Assassinos de Direitos

A CUT Brasília e seus sindicatos filiados realizarão a Marcha Contra os Assassinos de Direitos, em oposição aos senadores que votarão a favor da reforma trabalhista, nesta terça, às 10h, com concentração no Espaço do Servidor. Tanto a marcha, quanto a votação da nefasta medida, acontecerão no mesmo dia, 11 de julho.

Tramitando em regime de urgência, a matéria retira todos os direitos da classe trabalhadora em benefício dos capitais financeiro, agrário e empresarial, verdadeiros responsáveis por colocarem Temer no poder e que agora cobram a alta fatura do financiamento do golpe.

Mas os trabalhadores e trabalhadoras já decidiram que não pagarão essa conta e por isso irão às ruas, mais uma vez, em protesto contra a destruição dos direitos trabalhistas.

A direção nacional da CUT também estará presente em Brasília na terça-feira, junto com lideranças sindicais de todo o país, para enfrentar os golpistas, sejam eles presididos por Michel Temer ou Rodrigo Maia. Até lá, a CUT continua orientando sua base a manter pressão máxima nas redes sociais e no uso do site NA PRESSÃO, onde há uma campanha específica para a Reforma Trabalhista, que proporciona acesso direto a todos os canais e redes sociais dos senadores, além de informar a posição de cada senador sobre a reforma.

Serviço:
Marcha Contra os Assassinos de Direitos
Quando: Terça-feira, 11 de junho – Dia da votação da reforma trabalhista, às 10h.
Onde: Concentração no Espaço do Servidor, na Esplanada dos Ministérios

Com informações da CUT Brasília e da Rede Brasil Atual

Mídia