updated 2:56 PM BRST, Nov 18, 2017
Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017

Plano Petros-2: Conheça os benefícios desta conquista

PLANO PETROS-2 X PLANO TRANSPETRO

Compare as vantagens e benefícios do Plano Petros-2 em relação ao Plano Transpetro. Clique aqui e veja o comparativo

Luta histórica

Desde que o Plano Petros foi fechado unilateralmente pela Petrobrás em 2002, a FUP tem lutado para resolver a situação dos trabalhadores sem previdência complementar, entre eles os milhares de petroleiros que ingressaram na companhia desde então. A aprovação do regulamento do Plano Petros 2 consolida a campanha da Federação para assegurar a todos esses trabalhadores um plano essencialmente previdenciário, que garanta benefício mínimo, benefícios de risco (em casos de reclusão, doença, invalidez ou morte) e benefícios programados (aposentadoria normal e pensão após a morte para o cônjuge ou dependente), todos com renda vitalícia.

Além disso, a FUP garantiu que a Petrobrás assuma integralmente o serviço passado para os trabalhadores admitidos após 09 de agosto de 2002. Isso significa que para cada R$ 1,00 investido pelo trabalhador no plano, a patrocinadora aportará R$ 3,00 pelo mesmo período em que esse petroleiro permaneceu na empresa sem previdência complementar.

Todas as garantias previdenciárias do Plano Petros 2 foram conquistadas pela Federação ao longo do processo de negociação com a Petrobrás e a Petros, após exaustivos debates nos fóruns da categoria. Nossa unidade e organização sindical foram fundamentais na consolidação dessa importante vitória, pois soubemos aliar mobilização e competência técnica para arrancar na mesa de negociação os avanços que resultaram na construção de um dos melhores planos de previdência complementar do país

Garanta já o serviço passado

Apesar da conquista da FUP, o serviço passado só foi garantido pela Petrobrás para os trabalhadores que aderirem ao Plano Petros 2 até o dia 29 de agosto de 2007. Mas, atenção: não deixe para fazer a sua adesão nesse último dia, pois, além do congestionamento do sistema, é necessária também a assinatura do representante da Petros no contrato de adesão.

O período relativo ao serviço passado contará desde agosto de 2002, mas somente a partir da data de admissão do trabalhador até o dia 01/07/2007, data de abertura do Plano Petros 2. Petrobrás e suas subsidiárias depositarão no plano três vezes o valor da contribuição escolhida pelo petroleiro, desde que sua adesão ocorra no prazo estabelecido (até 29/08).Caso o trabalhador tenha sido admitido em agosto de 2002, ele terá 59 meses de serviço passado, período pelo qual a patrocinadora assumirá integralmente o serviço passado. Ou seja, o tempo em que o trabalhador ficou na empresa sem previdência complementar.

Simulador da Petros

A Petros disponibilizou em seu portal na internet www.petros.com.br um simulador e uma cartilha com orientações sobre o Plano Petros 2 e um passo-a-passo de como garantir a adesão. Esclareça também as suas dúvidas sobre o novo plano, acessando a página da FUP: www.fup.org.br

Mídia