Atenção
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 69

updated 11:39 AM BRT, Sep 20, 2017
Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017

III PlenaFup: jornalistas alertam para manipulação da mídia no julgamento do mensalão

FUP com informações do NF

Nesta quinta-feira, 02, as delegações de petroleiros de todo o país começaram a chegar em Porto Alegre, onde será realizada a III PlenaFUP, que terá inicio às 19h e prossegue até domingo, 05, com o tema "A energia a favor dos povos, com justiça social e ambiental". Na tarde de hoje, os petroleiros presentes no local da plenária participaram do debate sobre democratização da comunicação, tema frequentemente discutido pela FUP e sindicatos em seus fóruns de deliberação. 

O debate teve a participação do presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Altamiro Borges, do assessor da CUT nacional e redator do jornal Hora do Povo, Leonardo Severo e o presidente da Associação Cultural José Marti/RS, Ricardo Arend Haesbaert. Estava prevista a participação de Fernando Moraes, autor de "Os Últimos Soldados da Guerra Fria", mas não pôde comparecer.

"Os petroleiros estão realizando a III Plenafup num momento especial da política brasileira, quando tem início a julgamento do "mensalão do PT". Será um mês infernal quando a mídia colocará em julgamento a esquerda brasileira, o movimento sindical e principalmente o governo Lula" - assim o presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Altamiro Borges, iniciou a palestra sobre democratização da comunicação. Para Altamiro Borges, o que está em debate no Supremo Tribunal Federal é a Era Lula, para ele, a direita não aceita o fato termos colocado um peão no governo central. Como instrumentos de combate ao poderio que as grandes mídias tem no país, sugere que os movimentos sociais pressionem o governo a realizar mudanças na legislação e desenvolva políticas públicas para o setor de comunicação. Em paralelo, os materiais de comunicação devem receber um investimento maior, além disso, os instrumentos devem ser diversificados. O assessor da CUT nacional e redator do jornal Hora do Povo, Leonardo Severo concordou com a avaliação do cenário político apresentada por Altamiro. "Estamos numa efetiva guerra e as pessoas dão crédito ao que a mídia fala" - comentou. Leonardo Severo também sugere a fortalecimento dos instrumentos alternativos de comunicação. "Temos meia dúzia de famílias que possuem o monopólio das comunicações. Esses grupos deveriam estar sobre o crivo da lei e isso tem que ser denunciado" - disse Severo, que convocou os petroleiros a apoiar a campanha que será promovida pelo Fórum Nacional de Democratização da Comunicação para mudança do marco regulatório das comunicações. "Temos que colocar um freio nessa mídia" - propõe Severo .


Mídia

Última modificação emTerça, 07 Agosto 2012 15:19